NFL

Katie Sowers se torna primeira treinadora abertamente homossexual da NFL

Katie Sowers, técnica assistente do San Francisco 49ers

(Crédito: Twitter/reprodução)

Katie Sowers, que se tornou a segunda mulher a ser contratada como técnica assistente em tempo integral na National Football League, também é a primeira treinadora da liga a assumir publicamente sua homossexualidade.

Assistente do San Francisco 49ers, ela falou abertamente sobre ser lésbica em uma reportagem especial publicada nesta terça-feira (22) no site ‘Outsports.com’.

“Não importa o que você faz na vida, uma das coisas mais importantes é ser fiel a quem você é. Há muitas pessoas que se identificam como LGBT na NFL, como em qualquer negócio, mas que não se sentem confortáveis publicamente sobre sua orientação sexual”, falou a técnica, em entrevista ao jornalista Jim Buzinski. “Quanto mais pudermos criar um ambiente que acolha todos os tipos de pessoas, independentemente de sua raça, gênero, orientação sexual, religião, mais poderemos ajudar a aliviar a dor e o peso que muitos carregam todos os dias”, prosseguiu.

Na longa entrevista, que vale muito a pena ser lida, Sowers conta que se assumiu lésbica para a família quando estava na faculdade. Ela afirma que o futebol americano era seu esporte favorito desde a infância e que ela soube desde cedo que queria ser treinadora na modalidade.

Então ter a chance de treinar nos 49ers permitiu que ela realizasse seu sonho.

“O aspecto mais gratificante é ter a capacidade de impactar a vida desses jovens correndo atrás do sonho de jogar na NFL, além de servir como modelo para as garotas jovens que podem me ver seguindo a minha paixão. Eu tenho uma forte crença de que quanto mais pudermos expor as crianças a uma variedade de diferentes oportunidades na vida, melhor chance elas têm de encontrar a verdadeira vocação”, observou a assistente dos Niners. “Eu amaria ver mulheres nesta função quando eu estava crescendo porque acho que teria me permitido correr atrás da minha paixão até antes. Se você não consegue ver algo acontecer, algumas vezes é difícil acreditar que é possível. Nós não sabemos o que não sabemos, e não sabia que o futebol americano era mesmo uma possibilidade para as mulheres”, admitiu.

Atualmente com 31 anos de idade, Sowers entrou na NFL como estagiária do Atlanta Falcons em 2016, quando chamou a atenção de Kyle Shanahan, então coordenador ofensivo da franquia da Geórgia e atual técnico principal do San Francisco 49ers.

Ao ser tornar assistente técnica em tempo integral, ela seguiu os passos de Kathryn Smith, que foi treinadora de controle de qualidade de special teams do Buffalo Bills em 2016.

Katie Sowers jogou futebol americano profissionalmente e pela seleção dos Estados Unidos em várias posições, incluindo a de wide receiver. Ela também foi conselheira da USA Football e foi general manager do Kansas City Titans, time da Women’s Football Alliance.

E o trabalho que ela vem fazendo nos 49ers rendeu elogios por parte de Shanahan.

“Katie fez um trabalho realmente bom para nós em Atlanta e tem feito um trabalho bom aqui. Ela ajuda Mike LaFleur (treinador de wide receivers), com algumas rotações e ajuda nossos (treinadores) de controle de qualidade com todas as coisas que eles têm que fazer. Ela trabalha duro, você nem percebe porque ela apenas vai e faz o que é solicitado. Por causa disso, ela é alguém que gostaríamos de manter por perto”, falou o head coach no começo deste mês.

Sowers elogiou os Falcons e os 49ers por terem a recebido de braços abertos. Ela tem o objetivo máximo de se tornar uma técnica principal na NFL um dia e espera ajudar a abrir a mente da sociedade para que as pessoas se sintam confortáveis com sua orientação sexual e tenham chances.

Parabéns, Katie! Siga correndo atrás dos seus sonhos.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top