NFL

Kansas City Chiefs fecha extensão com kicker Harrison Butker; veja mais transações

Harrison Butker, kicker do Kansas City Chiefs

(Crédito: Twitter/reprodução)

Harrison Butker conseguiu provar o suficiente em suas primeiras duas temporadas com o Kansas City Chiefs e acaba de se tornar um dos kickers mais bem pagos da National Football League.

A franquia do Missouri e o atleta chegaram a um acordo de extensão de contrato de cinco anos, como foi confirmado nesta quinta-feira (13) via Twitter. Segundo fontes confirmaram aos jornalistas Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, e Adam Teicher, da ‘ESPN’ norte-americana, o acordo tem valor de US$ 20 milhões.

A média de US$ 4 milhões por temporada o deixa na oitava colocação da liga entre kickers em termos salariais.

Em seu Twitter oficial, o chutador comemorou o acerto.

“Orgulhoso por anunciar que assinei uma extensão com os Chiefs! Obrigado à organização por acreditarem em mim e obrigado a todos do Chiefs Kingdom pelo amor! Empolgado por fazer parte deste time pelos próximos seis anos”, escreveu Butker.

Justin Tucker, do Baltimore Ravens, é o kicker mais bem pago da NFL, com média de US$ 5 milhões por temporada.

A maioria dos kickers mais bem pagos são, como Tucker, de pelo menos 30 anos de idade. Mas Butker, ao contrário, só vai completar 24 anos de idade em julho.

Apesar da juventude, Butker mostrou em suas duas primeiras temporadas na NFL que está entre os melhores da liga. Ele acertou um field goal de 43 jardas, com quatro segundos remanescentes, para ajudar os Chiefs a derrotarem o Washington Redskins. E isso logo em sua estreia em 2017.

Desde então, ele só melhorou.

Harrison Butker acertou 62 de suas 69 tentativas de field goal desde que chegou aos Chiefs. Seu aproveitamento de 90% é o nono melhor da liga entre kickers com, pelo menos, 10 field goals tentados.

Butker foi selecionado pelo Carolina Panthers na sétima rodada do draft de 2017, com a 233ª escolha geral.

Confira mais movimentações na NFL nesta quinta (13):

– O Arizona Cardinals dispensou o cornerback veterano David Amerson, em uma decisão surpreendente antes das férias de meio de ano. Atualmente com 27 anos de idade, a expectativa era a de que ele fosse ser um dos titulares da posição, sobretudo com Patrick Peterson suspenso pelos primeiros seis jogos da temporada 2019 devido a uma violação da política da NFL de substâncias para melhoria de desempenho.

Robert Alford, que assinou um contrato de três anos com os Cards mais cedo nesta offseason, deve ser titular na outra posição de cornerback.

A decisão de dispensar Amerson, que assinou com a franquia de Glendale em novembro do ano passado, foi inesperada porque ele terminou a temporada passada como titular no lado oposto ao de Peterson.

Entretanto, a contratação de Alford em fevereiro tornou o papel de Amerson incerto. Mas a suspensão de Peterson fez com que fosse provável que ele fosse permanecer.

Veterano de seis anos de liga, Amerson disputou 74 jogos de temporada regular (61 como titular) com as camisas do Washington Redskins, do Oakland Raiders e dos Cardinals. Ele soma nove interceptações (duas retornadas para touchdown), 65 passes desviados, dois fumbles forçados e 272 tackles combinados até agora.

– O New England Patriots acrescentou mais uma opção para seu grupo de tight ends. Em troca com o Detroit Lions, a equipe adquiriu Michael Roberts, cedendo uma escolha condicional de sétima rodada do draft de 2020. A negociação foi confirmada pelo Detroit Lions de maneira oficial.

Selecionado na quarta rodada do draft de 2017, Roberts chegou aos Lions com potencial para ser uma boa arma em termos de touchdowns, mas ele nunca conseguiu mostrar grande serviço na franquia de Michigan.

As lesões complicaram a passagem dele pelos Lions. Em duas temporadas na organização, Roberts somou apenas 13 recepções para 146 jardas e três touchdowns. O TE demonstrou bom potencial na offseason passada, mas as contusões complicaram sua vida e ele atuou em apenas oito jogos em 2018.

– O Indianapolis Colts acertou uma extensão de contrato de quatro anos com o cornerback Kenny Moore, como confirmou a franquia.

Segundo o jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, ele vai faturar US$ 30 milhões de dinheiro novo em seu acordo, com um valor máximo de US$ 36 milhões.

O novo contrato torna Moore o slot corner mais bem pago da liga em termos de dinheiro novo. Anteriormente, Justin Coleman era o detentor deste título, quando ele assinou um contrato de quatro anos, com valor de US$ 36 milhões (US$ 16 milhões garantidos), com o Detroit Lions nesta offseason.

– O New Orleans Saints fechou com o wide receiver veterano Rishard Matthews. Atualmente com 29 anos de idade, ele foi selecionado na sétima rodada do draft de 2012 pelo Miami Dolphins e também tem passagens por Tennessee Titans e New York Jets.

A melhor temporada de Matthews foi em 2016, com os Titans, quando ele somou 65 recepções para 945 jardas e nove touchdowns.

Na temporada passada, ele atuou em apenas oito jogos, sendo três com os Titans (antes de pedir para ser dispensado em setembro) e cinco com os Jets, e somou apenas cinco recepções no total.

Os Saints receberam Matthews para um teste nesta semana, durante o minicamp, e aparentemente ele fez o suficiente para mostrar que merecia um contrato.

Comments
To Top