NFL

Justin Bieber recusa cachê de US$ 5 milhões por conselho de LeBron James

(Crédito: Divulgação)

(Crédito: Divulgação)

Neste mês de julho, Donald Trump foi confirmado como candidato à Presidência dos Estados Unidos na convenção do Partido Republicano, que quase contou com um show de ninguém menos que Justin Bieber. O cantor canadense, entretanto, recusou o cachê de US$ 5 milhões pela apresentação, após ser aconselhado por LeBron James.

Segundo fontes da CCA, agência que representa Bieber, revelaram ao site ‘TMZ’, dois fatores fizeram com que o artista desistisse da apresentação, que duraria 45 minutos. Um deles é que Scooter Braun, o agente de Bieber cogitou pedir demissão caso ele se apresentasse na convenção de Trump e, o outro, que LeBron James o aconselhou a rejeitar a proposta.

Os produtores da convenção do Partido Republicado até tentaram manter o cantor no evento, afirmando que o show de Justin não seria “um ato político”, mas Scooter Braun já deu seu apoio a Hilary Clinton publicamente e Justin não quis correr o risco de perder seu agente. Não obstante, a banda que se apresenta com Bieber é composta por músicos afro-americanos, que não quiseram demonstrar qualquer tipo de apoio a Trump.

Independentemente do lado business, Justin não é a única celebridade a recusar apoio a Donald Trump. Desde o começo da campanha do magnata, nomes como Adele, o Queen e os Rolling Stones já se manifestaram contra o uso de suas músicas em eventos para promover a candidatura do republicano.

Comments
To Top