NFL

Julius Thomas: dificuldades no Jacksonville Jaguars me fizeram uma pessoa melhor

Julius Thomas, tight end da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

Recém-chegado ao Miami Dolphins, o tight end Julius Thomas fez uma análise bem íntima sobre as últimas duas temporadas que passou no Jacksonville Jaguars. Conversando com a imprensa nesta última quarta-feira (23), o atleta admitiu que a equipe “não foi uma boa opção” para ele.

Thomas assinou um contrato com valor de US$ 46 milhões com Jacksonville há dois anos, mas acabou não tendo um grande desempenho por lá. Na temporada 2016, ele fez somente 30 recepções para 281 jardas e quatro touchdowns, seus piores números desde seu ano de calouro na NFL, em 2011.

Mesmo com tudo isso, o jogador garantiu que não tem ressentimentos em relação ao ex-time e ainda observou como tirou uma lição boa de toda a situação.

“Eu me tornei uma pessoa muito, muito melhor nos últimos dois anos. Ter algumas dificuldades no campo realmente me ajudaram a crescer mentalmente e em minha vida pessoal. Então, não estou chateado em relação à maneira como as coisas aconteceram. Algumas vezes, a melhor maneira de aprender é quando você passa por coisas. Eu, definitivamente, tirei vantagem disso em minha própria vida”, ressaltou.

Julius Thomas, que chegou aos Jaguars depois de bons anos no Denver Broncos, quando marcou 24 touchdowns nas temporadas 2013 e 2014 somadas, explicou como os últimos dois anos em Jacksonville o ajudaram a crescer como pessoa.

“Eu acho que, às vezes, você tem a impressão de que seu sucesso em campo define quem você é como pessoa e quão bem você está vivendo sua vida, e isso realmente não é o caso”, falou. “Conforme você envelhece, você começa a perceber isso. Quando você tem 25 ou 26 (anos), tem estatísticas incríveis e está jogando um Super Bowl, é muito fácil estar focado apenas em seu jogo e não no tipo de pessoa que está sendo e nos relacionamentos com seus amigos e familiares”, prosseguiu.

O Miami Dolphins adquiriu Thomas em uma troca com o Jacksonville Jaguars, em março, e o tight end agora terá a chance de trabalhar novamente com Adam Gase. Gase, atual técnico principal dos Dolphins, foi coordenador ofensivo de Thomas nos Broncos.

Atualmente com 28 anos de idade, Thomas acredita que ainda está no seu auge e ele espera ter uma temporada de ‘renascimento’ em Miami.

“Eu acho que isso é o melhor que já me senti. Quando eu era mais novo, alguém me disse que a parte mais difícil de jogar quando você envelhece é deixar o corpo direito e o jogo mais lento. Mas eu meio que estou naquele bom ponto onde o corpo ainda está bem e o jogo está ficando mais lento”, disse. “Estou realmente ansioso para este ano – ano 7 – então vai ser um momento emocionante para mim”, finalizou.

Selecionado pelo Denver Broncos na quarta rodada do draft de 2011, com a 129ª escolha geral, Julius Thomas soma 185 recepções para 2.018 jardas e 33 touchdowns em 53 jogos de temporadas regulares na carreira.

Comments
To Top