NFL

Jonathan Stewart assina contrato para se aposentar nos Panthers; veja mais transações

Jonathan Stewart, running back da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

O Carolina Panthers fechou um contrato de um dia com o running back Jonathan Stewart nesta terça-feira (23) para que ele pudesse se aposentar como membro da franquia que o selecionou na primeira rodada do draft de 2008.

Stewart é o líder de jardas corridas na história da organização da Carolina do Norte.

O running back, atualmente com 32 anos de idade, foi dispensado pelos Panthers depois da temporada 2017, quando o time optou por construir o ataque ao redor de Christian McCaffrey, selecionado com a oitava escolha geral do draft de 2017.

McCaffrey atuou em 91,3% dos snaps na temporada passada e estabeleceu um recorde de uma temporada para um running back, fazendo 107 recepções para 867 jardas, além de correr para 1.098 jardas. Ele anotou sete touchdowns corridos e seis recebidos, totalizando 13 TDs em 2018.

Stewart passou a temporada 2018 vestindo a camisa do New York Giants, depois de assinar um contrato de dois anos, com valor de US$ 6,9 milhões. Entretanto, uma lesão no pé o limitou a apenas três jogos, nos quais ele correu seis vezes para 17 jardas antes de terminar o campeonato na injured reserve.

Os Giants declinaram a opção no contrato de Stewart depois da temporada 2018 e isso tornou o running back um free agent

Jonathan Stewart fecha sua trajetória na NFL tendo vestido a camisa dos Panthers por dez temporadas. Ele correu 1.699 vezes para 7.318 jardas (recorde da história do time) e 51 touchdowns, além de ter feito 162 recepções para 1.295 jardas e sete touchdowns em 134 partidas de temporada regular na carreira.

Confira mais movimentações na NFL nesta terça (23):

– O wide receiver Josh Gordon, que atualmente está cumprindo uma suspensão por tempo indeterminado, oficialmente assinou sua proposta de free agent restrito com o New England Patriots nesta terça. A informação foi apurada pelo jornalista Field Yates, da ‘ESPN’ norte-americana.

Isso significa que, se Gordon for reintegrado pela National Football League, ele estará sob contrato com os Patriots em 2019 e ganhará um salário-base de US$ 2,025 milhões.

Atualmente com 28 anos de idade, Gordon atuou em 11 jogos com a camisa dos Pats durante a temporada regular de 2018, totalizando 40 recepções para 720 jardas e três touchdowns. Contudo, ele foi suspenso no dia 20 de dezembro por violar os termos de sua reintegração sob a política de abuso de substâncias da liga. Isso fez com que ele perdesse os dois jogos finais na temporada regular e os três jogos de playoffs, incluindo o Super Bowl LIII.

Os Patriots atualmente têm poucas opções em seu corpo de wide receivers, com Julian Edelman, MVP do Super Bowl LIII, liderando o grupo. O time também conta com Phillip Dorsett, Demaryius Thomas, Braxton Berrios, Bruce Ellington, Maurice Harris e Damoun Patterson para a posição.

– O Cincinnati Bengals dispensou o defensive tackle Adolphus Washington nesta terça, como anunciou a franquia de maneira oficial. Jogador que está entrando em seu quarto ano na NFL em 2019, Washington foi contratado do elenco de treinamento (practice squad) do Dallas Cowboys em setembro do ano passado. Ele atuou em quatro jogos, somando seis tackles e um sack antes de ir para a injured reserve em novembro devido a uma lesão no joelho.

Comments
To Top