NFL

John Lynch pediu para seu nome ser mantido em segredo como teste

John Lynch, ex-jogador e general manager do San Francisco 49ers

(Crédito: Twitter/reprodução)

Antes de aceitar se tornar o general manager do San Francisco 49ers, John Lynch tinha algumas dúvidas e perguntas sobre a reputação recente da franquia da Califórnia de vazamento de informações.

Para conseguir as respostas, Lynch decidiu utilizar sua candidatura ao cargo para colocar a equipe à prova. Falando à rádio LNBR em San Francisco na quarta-feira (01), Lynch pediu para o CEO Jed York e para o executivo Paraag Marathe manterem seu nome em segredo durante a busca por um novo general manager.

“Eu fiz um grande negócio que ficou em silêncio”, disse Lynch. “Em primeiro lugar, você sabe o que eu estava fazendo? Parte dos rumores são coisas que saem daquele edifício. Então eu queria ver se poderia confiar naquele edifício. E isso fazia parte do meu pensamento”.

Durante os últimos anos, os Niners se tornaram conhecidos por terem informações vazadas, entre elas as preocupações com o status de Colin Kaepernick e a notícia de que o head coach Chip Kelly e o general manager Trent Baalke seriam demitidos um dia antes do último jogo da temporada contra o Seattle Seahawks.

Quando John Lynch conversou com a imprensa da Bay Area em conferência eletrônica na segunda-feira, ele repetidamente disse que tinha o desejo de fazer “perguntas difíceis” para a liderança dos 49ers. Apesar de não ter entrado em detalhes, o general manager mencionou o quão importante era o seu não ter sido divulgado na imprensa durante o processo seletivo.

Apesar do time da Califórnia ter sido transparente durante o processo de entrevista de nove candidatos para o cargo executivo e seis para treinador, o nem de Lynch não surgiu em nenhum momento até ele ser contratado.

Durante sua entrevista, ele também revelou que ele não precisa mudar de emprego, pois estava feliz como analista da ‘Fox Sports’.

Comments
To Top