NFL

Jogadores de Jaguars e Ravens se abraçam durante hino dos EUA

Jacksonville Jaguars x Baltimore Ravens no Wembley Stadium

(Crédito: Twitter/reprodução)

Vários jogadores de Jacksonville Jaguars e Baltimore Ravens se ajoelharam durante a execução do hino nacional dos Estados Unidos antes do jogo deste domingo (24), disputado no Wembley Stadium, em Londres, na Inglaterra.

Além de se ajoelharem, os atletas se abraçaram em uma demonstração de união e esse protesto parece ser em resposta aos comentários feitos pelo presidente Donald Trump na última sexta-feira (22).

Os Ravens, cujos jogadores nunca tinham protestado durante o hino até então, viram 10 de seus atletas participando na manifestação neste domingo: os linebackers Terrell Suggs, C.J. Mosley, Za'Darius Smith, Tim Williams e Tyus Bowser, o wide receiver Mike Wallace, o defensive lineman Carl Davis, o safety Tony Jefferson, e os defensive backs Anthony Levine e Lardarius Webb.

No lado dos Jaguars, muitos jogadores também seguraram as mãos dos companheiros na lateral do campo e cerca de 10 se ajoelharam, incluindo os cornerbacks Jalen Ramsey e A.J. Bouye, os defensive ends Calais Campbell e Yannick Ngakoue, o defensive tackle Malik Jackson, o safety Tashaun Gipson, e o running back Leonard Fournette.

Os técnicos John Harbaugh, do Baltimore Ravens, e Doug Marrone, do Jacksonville Jaguars, e Shad Khan, dono dos Jaguars, também ficaram em pé junto com os jogadores durante o hino dos EUA.

“Nós reconhecemos a influência de nossos jogadores. Nós respeitamos a demonstração deles e os apoiamos 100 por cento. Todas as vozes precisam ser ouvidas. Essa é a democracia em sua maneira mais elevada”, falou Steve Bisciotti, dono dos Ravens, em comunicado.

Shad Khan divulgou um comunicado posteriormente em nome dos Jaguars.

“Foi um privilégio estar ao lado do Jacksonville Jaguars hoje para a execução do hino nacional dos Estados Unidos no Wembley Stadium. Eu me reuni com nossos capitães do time antes do jogo para expressar meu apoio a eles, a todos os jogadores da NFL e à liga após os comentários divisórios e contenciosos feitos pelo presidente Trump, e fiquei honrado por estar abraçado com eles, com seus companheiros de equipe e nossos técnicos durante nosso hino”, disse Khan. “Nosso time e a National Football League refletem a nossa nação, com a diversidade vindo de muitas formas – raça, fé, nossas visões e nossos objetivos. Nós temos muito trabalho a fazer e podemos fazê-lo, mas os comentários do presidente tornam isso mais difícil. É por isso que era importante para nós, e pessoalmente para mim, mostrar ao mundo que, mesmo que possamos diferir às vezes, podemos e devemos estar unidos no esforço de nos tornarmos melhores como pessoas e como uma nação”, finalizou o proprietário dos Jaguars.

Os jogadores que se ajoelharam ficarem em pé durante a execução do hino do Reino Unido.

Dentro de campo, o Jacksonville Jaguars atropelou o Baltimore Ravens e venceu pelo placar de 44 a 7.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top