NFL

Joe Mixon chega a um acordo com mulher agredida há quase três anos

Joe Mixon, running back do Oklahoma Sooners

(Crédito: Twitter/reprodução)

Antes do draft de 2017, o running back Joe Mixon está se dedicando a resolver suas pendências extracampo. O ex-jogador do Oklahoma Sooners chegou nesta sexta-feira (21) a um acordo civil com a mulher que ele agrediu com um soco há quase três anos.

Os termos do acordo não foram divulgados.

Amelia Molitor e Mixon resolveram a acusação dela de imposição intencional de sofrimento emocional. Vale lembrar que a moça também havia, originalmente, processado Mixon por negligência e má conduta intencional e indecente, mas um juiz de Oklahoma negou essas últimas duas acusações em novembro do ano passado.

Nesta sexta, as duas partes divulgaram um comunicado conjunto, no qual Molitor e Mixon reconheceram que se encontraram de maneira privada e o jogador teve a oportunidade de pedir desculpas diretamente à vítima.

“Estou agradecido por Mia e eu termos sido capazes de conversar em particular. Eu tive a chance de pedir desculpas olhando olho no olho. A maneira como me comportei naquela noite não me representa. Essa não é a maneira como fui criado. Acho que ele entende isso”, declarou Joe Mixon na nota. “Conversar nos ajuda a deixar o que aconteceu no passado. Eu sei que tenho que continuar a trabalhar para ser uma pessoa melhor, e este é mais um passo nessa direção. Eu amo trabalhar com crianças, e estou buscando mais chances de fazer esse tipo de trabalho. Eu quero levar uma vida que as inspire, e espero que eu possa dar o exemplo daqui em diante”, completou.

Amelia Molitor também se pronunciou.

“Estou feliz por termos conseguido encerrar o processo. Joe e eu pudemos nos encontrar em particular, sem qualquer advogado, e falar sobre nossas experiências desde aquela noite. Estou encorajada por ambos sermos capazes de avançar daqui em diante com nossas vidas”, falou Molitor. “Das nossas conversas privadas, estou satisfeita que vamos deixar isso para trás e trabalhar para ajudar outros que possam ter se encontrado em circunstâncias semelhantes. Aprecio muito as desculpas dele e acho que os sentimentos que ele expressou foram sinceros. Nós dois poderíamos ter conduzido as coisas de maneira diferente. Eu acredito que, se tivéssemos a chance de voltar àquele momento, a situação não teria terminado da maneira que terminou. Não quero mais falar sobre o que aconteceu naquela noite com Joe. É hora de seguir em frente. Desejo a Joe a melhor sorte em seu futuro”, finalizou.

Joe Mixon desferiu um soco em Molitor em 2014, em uma loja de sanduíches perto do campus da Universidade de Oklahoma. O running back então aceitou um acordo judicial e foi suspenso pela equipe em sua temporada de calouro com os Sooners.

Vídeo das câmeras de segurança do local da briga, que mostravam Mixon dando o soco que causou fratura em quatro ossos no rosto de Molitor, foi divulgado pelos advogados de Mixon em dezembro, mais de dois anos depois do incidente.

Mel Kiper Jr., especialista de draft da ‘ESPN’ norte-americana, acredita que Mixon será selecionado pelo Cleveland Browns com a primeira escolha da segunda rodada do draft de 2017, ou seja, a 33ª geral. Todd McShay, também especialista da ‘ESPN’, vê igualmente o running back sendo escolhido na segunda rodada.

Devido ao incidente de violência, ao menos seis times da NFL retiraram Mixon de suas listas e não consideram selecioná-lo no draft, segundo uma reportagem recente do ‘Milwaukee Journal-Sentinel'.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top