NFL

Joe Flacco: Colin Kaepernick seria bem-vindo no Baltimore Ravens

Joe Flacco, quarterback do Baltimore Ravens

(Crédito: Instagram/reprodução)

Quando foi anunciado que Joe Flacco ficaria afastado por um tempo devido a uma lesão nas costas, logo o nome de Colin Kaepernick surgiu na pauta do Baltimore Ravens. E o que será que o titular dos Ravens acharia da perspectiva de Kap chegar em Maryland?

“Eu gostaria de ver Colin voltar à (NFL) e, em algum momento, talvez conseguir outra chance (de ser um titular). Eu não gostaria que isso fosse aqui. Não quero que ele tenha outra chance (de ser titular) aqui, mas sim, ele pode vir para cá e se divertir. Eu acho que seria um bom lugar para ele”, declarou o camisa 5.

Vale lembrar que Flacco e Kaepernick se enfrentaram no Super Bowl XLVII, disputado no Mercedes-Benz Superdome, em Nova Orleans, quando os Ravens derrotaram o San Francisco 49ers por 34 a 31 e ficaram com o título da temporada.

Baltimore seria um lugar agradável para Kaepernick sobretudo porque o técnico John Harbaugh já expressou em diversas oportunidades o seu apoio ao ex-quarterback dos Niners. Além disso, Greg Roman, assistente nos Ravens, foi coordenador ofensivo de Colin no San Francisco 49ers de 2011 a 2014.

Ainda não sabe se Kaepernick será mesmo contratado pelos Ravens, porque a chegada dele depende da vontade do próprio jogador de continuar a atuar na National Football League e também da necessidade do time de Maryland.

A expectativa é a de que Flacco não fique afastado por muito tempo das atividades, mas caso isso ocorra, os Ravens teriam interesse em trazer um QB mais experiente para seu elenco.

Depois que Flacco se machucou, o Baltimore Ravens contratou David Olson, mas ele vem da arena league e não tem experiência em nível NFL

Mesmo com a possível chegada de Colin Kaepernick, Joe Flacco garante que não se sentiria ameaçado no posto de titular do time.

“Eu acho que, neste momento, estou realmente aberto a qualquer coisa. Você pode fazer o que quiser nesta posição, porque eu sinto que sou o quarterback e isso realmente não importa”, finalizou o signal caller de 32 anos de idade, que está entrando em sua décima temporada na NFL.

Comments
To Top