NFL

Jimmy Haslam: Browns não estão desistindo da temporada, apenas “reiniciando”

Hue Jackson, técnico do Cleveland Browns, e o proprietário Jimmy Haslam

(Crédito: Twitter/reprodução)

Jimmy Haslam, proprietário do Cleveland Browns, disse aos membros da franquia nesta segunda-feira (29) que as demissões do técnico Hue Jackson e do coordenador ofensivo Todd Haley não significam que o time está desistindo da temporada 2018 da NFL.

“Isso não é jogar a toalha. É uma reinicialização, se vocês querem, uma oportunidade de dar a eles um novo começo nesses últimos oito jogos”, declarou o dono dos Browns na tarde desta segunda.

Haslam e o general manager John Dorsey observaram que o foco dos Browns é nos últimos oito jogos e em tentar ajudar o técnico interino Gregg Williams a vencer o máximo de jogos que ele puder.

“Eu acho que colocamos a organização em um lugar melhor hoje do que estava ontem. E estamos confortáveis com a decisão”, apontou Haslam.

Haslam se recusou a entrar em detalhes sobre as demissões, mas fez uma afirmação bastante interessante.

“Eu acho que a mensagem hoje é que não vamos tolerar discórdia interna. Queremos pessoas que colaborem e trabalhem juntas”, falou o executivo.

Essa discórdia foi centrada na direção em que o ataque do time estava seguindo sob o comando de Haley, com Jackson afirmando que ia “ajudar” ao mesmo tempo em que, nos bastidores, ele estava ponderando se demitiria seu coordenador ofensivo.

Os Browns resolveram o problema e demitiram ambos.

“Eu não sei se faz muito bem voltar e olhar para o passado. Eu acho que as ações e decisões que tomamos hoje falam por si mesmas”, refletiu Haslam.

Jackson é o quarto técnico que Haslam demite desde 2012 (incluindo Pat Shurmur, o técnico quando o proprietário assumiu a organização). Williams será o quinto técnico e o próximo contratado será o sexto.

Desde que foi anunciado que Haslam compraria o time, antes da temporada 2012, os Browns somam 22 vitórias, 81 derrotas e um empate.

O dono do time já lidou com pessoas que não trabalharam bem juntas – Jackson e Sashi Brown, Mike Pettine e Ray Farmer, e Rob Chudzinski e Mike Lombardi.

“Eu não sei. Eu vou aceitar a culpa porque, no final das contas, sou a pessoa no comando do navio. Eu vou assumir a culpa como proprietário. Eu não posso explicar mais do que isso. Nós tivemos situações diferentes com pessoas diferentes. Eu sei que é algo que não vamos tolerar daqui em diante”, falou.

Haslam também não entrou em detalhes sobre o processo de contratação do futuro novo técnico do Cleveland Browns. Ele liderou as pesquisas que levaram às contratações de Chudzinski, Pettine e Jackson. Agora, teremos que ver se ele deixará a responsabilidade nas mãos de Dorsey.

O proprietário dos Browns deixou claro que a estrutura do time em termos organizacionais não será alterada, com Dorsey e Williams se dirigindo diretamente a ele.

“Hue, John e eu trabalhamos bem juntos, e eu espero o mesmo com Gregg”, ressaltou.

Os Browns tornaram o desenvolvimento do quarterback calouro Baker Mayfield, selecionado com a primeira escolha geral do draft de 2018, uma prioridade.

“Ele vai crescer e se desenvolver ainda mais enquanto seguimos em frente. Nosso trabalho é criar esse ambiente daqui em diante para ajudar o jogador”, disse Dorsey.

Gregg Williams foi técnico principal do Buffalo Bills de 2001 a 2003, quando obteve 17 vitórias e 31 derrotas. Ele tem 20 anos de experiência como treinador na NFL, mas teve sua carreira manchada ao ser suspenso por toda a temporada 2012 devido ao seu envolvimento central no Bountygate do New Orleans Saints, esquema de recompensas para lesionar atletas adversários que foi descoberto em investigação promovida pela liga.

Quando foi contratado pelos Browns, Williams afirmou que ele e Roger Goodell, comissário da NFL, são próximos e que eles conversaram bastante sobre a suspensão.

Apesar de assumir como head coach interino dos Browns, Williams seguirá como coordenador defensivo.

Em meio às mudanças nos Browns, Freddie Kitchens vai de head coach assistente/treinador de running backs para coordenador ofensivo. Ele será o responsável pelas chamadas de jogada em um jogo de temporada regular pela primeira vez em seus 13 anos na NFL.

Os Browns iniciaram a temporada com 2-2-1, mas desde então perderam três jogos seguidos e estão com 2-5-1. O time enfrentou muitas dificuldades neste domingo durante a derrota por 33 a 18 para o Pittsburgh Steelers.

A passagem de Hue Jackson pelos Browns termina com uma temporada 0-16 em 2017 e com um retrospecto geral de três vitórias, 36 derrotas e um empate.

“Eu acho que, neste momento, a melhor situação no que estamos tentando fazer aqui é criar o melhor ambiente daqui em diante não apenas para os jogadores, mas também para a comissão técnica. É nisso em que nosso único foco está agora, a segunda metade da temporada 2018 e adiante”, finalizou John Dorsey.

No domingo (4), os Browns recebem a visita do forte Kansas City Chiefs (7-1), time com o melhor ataque em pontos da NFL neste ano.

Comments
To Top