NFL

Jimmie Ward quebra clavícula e a bruxa está solta nos 49ers; veja mais transações

Jimmie Ward, defensive back do San Francisco 49ers

(Crédito: Twitter/reprodução)

A bruxa está solta no San Francisco 49ers. O time estará sem dois prováveis titulares de sua defesa pelo menos nas próximas semanas, já que o free safety Jimmie Ward sofreu uma fratura na clavícula durante a sessão de OTAs (organized team activities) desta quinta-feira (23) e o defensive end Nick Bosa foi diagnosticado com uma distensão de grau 1 no músculo posterior da coxa.

Os Niners confirmaram ambas as lesões de maneira oficial e é extremamente provável que ambos os atletas percam o restante do programa de treinamentos de offseason da equipe.

O time espera que Ward e Bosa estejam totalmente saudáveis quando o training camp começar, no final de julho.

Das duas lesões, a mais grave foi a sofrida por Ward, já que a reabilitação da fratura deve levar de oito a 12 semanas. Já Bosa deve precisar de “algumas semanas”.

Segundo Mike Garafolo e Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, Ward quebrou a clavícula ao mergulhar para tentar agarrar uma bola durante o treinamento. Como acrescenta Rapoport, o defensive back vai passar por cirurgia nesta sexta (24).

A fratura na clavícula é o mais recente problema de um longo histórico de lesões para Ward, que terminou a temporada 2018 na injured reserve depois de fraturar o antebraço.

Ward terminou quatro de suas cinco temporadas na liga na injured reserve, incluindo outra fratura na clavícula em 2016.

Contudo, mesmo tendo perdido 26 de possíveis 80 jogos de temporada regular desde que ele foi selecionado na primeira rodada do draft de 2014, a franquia californiana fechou um novo contrato de um ano, com valor de US$ 4,5 milhões, com o safety em março.

Já em relação a Bosa, selecionado pelos 49ers com a segunda escolha geral do draft deste ano, ele deve estar saudável mais rapidamente do que Ward.

Ainda que o grau 1 seja considerado o mais leve das distensões na coxa, a equipe de San Francisco não pretende apressar as coisas e só deve trazer o jovem de volta ao campo no final de julho.

Confira mais notícias de lesões e movimentações na NFL nesta quinta (23):

– O Jacksonville Jaguars treinou nesta quinta sem seu calouro selecionado na primeira rodada do draft deste ano. O pass rusher Josh Allen, que já assinou seu contrato com o time, está lidando com uma contusão no joelho e trabalhou em separado com a equipe médica e técnica dos Jags, como anunciou a franquia.

“Nós estamos apenas mantendo-o separado, trabalhando. Ele vai ficar bem. Não estamos preocupados com isso. É uma pancada. É isso. É por isso que quis deixar tudo certo”, falou o head coach Doug Marrone, segundo o site oficial da organização.

Os Jaguars utilizaram a sétima escolha geral do draft de 2019 para selecionar Allen e, por isso mesmo, a equipe quer deixa-lo em ordem para a temporada regular.

– O defensive lineman Quinnen Williams, selecionado pelo New York Jets com a terceira escolha geral do draft de 2019, está sendo mantido fora dos treinos devido a um problema na panturrilha. É mais uma postura de cautela da franquia nova-iorquina.

– Em uma notícia de transação que já era esperada, o Tampa Bay Buccaneers oficializou a chegada de Ndamukong Suh nesta quinta. O contrato do defensive tackle será de um ano de duração, com valor de US$ 9,25 milhões, mas com incentivos por produtividade ele pode chegar a US$ 10 milhões.

Os detalhes contratuais foram apurados em primeira mão por Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana.

A contratação de Suh se dá apenas três dias depois que a franquia da Flórida dispensou o defensive tackle Gerald McCoy.

Comments
To Top