NFL

Jim Mora não vai comparecer à inauguração da estátua de Peyton Manning

Jim Mora, ex-técnico da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

Jim Mora, primeiro técnico de Peyton Manning na NFL, não vai comparecer à cerimônia de lançamento da estátua do quarterback em outubro, no Lucas Oil Stadium. O evento será um dia antes do jogo do Indianapolis Colts contra o San Francisco 49ers, válido pela semana 5 da temporada regular de 2017 da National Football League.

Mora, que treinou Manning nos Colts de 1998 a 2001, afirmou na última quarta-feira (5) em entrevista à rádio ‘WNDE 97.5 FM’, de Indianápolis, que o lendário quarterback o convidou para a cerimônia, mas Jim Mora acabou recusando o convite devido ao seu relacionamento desgastado com o ex-general manager Bill Polian.

“Eu disse a ele que não iria. Eu tinha razões. Eu amaria voltar lá, mas por causa do jeito que saí dos Colts, meu relacionamento com Polian, eu não sei. Eu simplesmente não acho que eu me sentiria confortável por estar lá”, declarou. “Eu amaria ir, mas acho que me sentiria um pouco estranho lá. Foi uma grande parte da minha carreira. Eu treinei alguns jogadores realmente bons lá. Amei a organização. Amei a cidade. Era uma grande cidade”, prosseguiu o ex-head coach.

Depois de uma campanha de apenas três vitórias e 13 derrotas em 1998, no ano de calouro de Peyton Manning, os Colts tiveram boas campanhas de 13-3 e 10-6, em 1999 e 2000, mas Jim Mora acabou sendo demitido após a temporada 2001, quando a equipe ficou com 6-10. De acordo com o treinador, sua demissão se deu por ele não ter demitido o então coordenador defensivo Vic Fangio.

“Isso é exatamente verdade. Eu não fui embora, contudo, eu fui demitido. Ou era demitir Vic ou me demitir. Eu fui questionado por Bill Polian – recebi a ordem de Bill Polian – que ele queria que eu demitisse Fangio. Eu disse: ‘bem, ele não merece ser demitido’. Ele era um excelente treinador, foi e ainda é. Então nós conversamos com Jim Irsay (proprietário dos Colts), acertamos e eu não faria isso (demitir Fangio). Eu não podia demitir um amigo ou um treinador que eu senti que era muito qualificado e não merecia ser demitido. Então, eu fui demitido. Foi isso”, finalizou Jim Mora.

O Indianapolis Colts vai aposentar a camisa número 18 usada por Peyton Manning e colocar o quarterback no Ring of Honor da franquia durante o intervalo da partida contra os 49ers, no dia 8 de outubro.

Comments
To Top