NFL

Jim Irsay admite que é improvável que Andrew Luck atue na semana 1

Andrew Luck, quarterback do Indianapolis Colts

(Crédito: Instagram/reprodução)

Jim Irsay, proprietário do Indianapolis Colts, afirmou na noite desta quinta-feira (31) que o planejamento do time é que o quarterback Andrew Luck seja retirado da lista de jogadores sem condições físicas de desempenhar (PUP list) nos próximos dias e ele não descartou a participação do astro na estreia do time na temporada regular, no dia 10 de setembro, contra o Los Angeles Rams.

Apesar disso, o executivo admitiu que as chances de o camisa 12 estar em campo na semana 1 são pequenas.

“Eu diria, novamente, que as chances são muito mais de ele provavelmente não estar em campo na abertura contra os Rams”, falou Irsay, antes de ir embora em um carrinho de golfe do vestiário dos Colts após a vitória por 7 a 6 sobre o Cincinnati Bengals. “Mas deixe-me se claro sobre isso: em nossas cabeças, é algo que não descartamos. Nós vamos ver onde ele está. Seria fantástico. Não estamos falando de Willis Reed aqui ou algo como (aquele)”, prosseguiu.

Andrew Luck segue se recuperando de uma cirurgia no ombro realizada na offseason e ele não lança um passe em um jogo ou treinamento desde a semana 17 da temporada passada. Assim, segue o mistério sobre quando o signal caller poderá sair da PUP list para voltar a treinar e também sobre quando ele poderá atuar em uma partida.

Caso siga na lista de jogadores sem condições físicas de desempenhar após as 17h (de Brasília) deste sábado (2), o quarterback teria que ficar fora das seis primeiras semanas da temporada regular. E isso não deve acontecer. Mas atuar na semana 1 contra os Rams não parece um cenário muito realista, já que Luck precisaria ganhar ritmo novamente e trabalhar com seus companheiros de ataque.

Diante de tudo isso, tudo indica que Scott Tolzien deve ser o titular do ataque dos Colts contra os Rams.

“O processo que se desenrolou desde que a cirurgia no labrum ocorreu foi bom. Sem contratempos. Tudo está indo bem. É apenas uma questão de que cada indivíduo é diferente. Quando eles sentem que estão prontos. Como proprietário do time de futebol americano, Andrew e eu tivemos várias conversas. E deixe-me ser muito claro sobre isso: ele estará em campo quando estiver pronto, quando estiver 100 por cento pronto. Ok? Isso é para os próximos 12, 14 anos. Não é algo que vamos apressar ou qualquer coisa nesse sentido”, completou Irsay.

Comments
To Top