NFL

Jim Brown questiona maneira que Colin Kaepernick organizou seu protesto

Colin Kaepernick, quarterback do San Francisco 49ers

(Crédito: Twitter/reprodução)

O running back Hall of Famer Jim Brown, que tem sido um ativista dos direitos civis, disse que “não profanaria minha bandeira e meu hino nacional” ao comentar o protesto feito pelo quarterback Colin Kaepernick, que se ajoelhou durante o hino, na última temporada.

“Eu quero estar no lado dele e eu penso: ‘Deus abençoe ele’”, disse Brown em entrevista ao ‘ThePostGame’. “Eu vou te falar a verdade: sou americano. Eu não profano minha bandeira e meu hino. Não vou fazer nada contra a bandeira e o hino nacional. Vou trabalhar com essas situações. Este é meu país e resolveremos os problemas, mas farei de maneira inteligente”.

Além disso, Brown declarou que Kaepernick precisava de que outros jogadores se juntassem a ele.

“Se você tem uma causa, acho que você tem que organizar isso e apresentar isso de uma maneira em que não é apenas você ficando de pé ou ajoelhado, mas algo que muitas pessoas vão ficar com você e fazer algo em relação a isso. Se eu fizer uma pergunta: quem Colin está chamando para segui-lo?”

O Hall of Famer ainda declarou que, quando Colin Kaepernick se comprometer a jogar, ele tem que se concentrar em ser um atleta.

“Colin tem que decidir se ele realmente é um ativista ou um jogador de futebol americano. O futebol americano é um negócio. Você tem os proprietários. Você tem os fãs. E quer honrar isso se estiver ganhando dinheiro…”

“Você precisa entender que há inteligência envolvida, ok? Não posso ser duas coisas que se contradizem ao mesmo tempo. Se eu assino (algo) por dinheiro, as pessoas com quem eu assinei tem regras e regulamentos”.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top