NFL

Jets se mostram decepcionados após TD virar touchback na derrota para os Pats

Jets

(Crédito: Instagram/reprodução)

O New York Jets não ficou satisfeito com a decisão da arbitragem de tonar um aparente touchdown em um fumble e, consecutivamente, um touchback após revisão da jogada na derrota para o New England Patriots por 24 a 17 neste domingo, no MetLife Stadium.

“Tenho certeza que todo mundo vai olhar e falar que foi uma decisão de m****”, disse o wide receiver Jermaine Kearse.

Austin Seferian-Jenkins marcou um touchdown em uma recepção de quatro jardas com 8min24s para o final do quarto quarto, ou pelo menos essa foi a chamada em campo. Depois de revisão, o árbitro Tony Corrente decidiu que o tight end deixou a bola escapar e não retomou o controle dela até ela sair dos limites da end zone, dessa forma, resultando em um touchback.

“Para a maioria de nós, a última coisa em nossa mente foi um touchback”, afirmou o cornerback Morris Claiborne. “Eu pensei que iam colocar a bola na linha de uma jarda pelo menos e que ainda teríamos a posse de bola, a chance de pontuar. Pessoalmente não entendo por que foi touchback”.

Seferian-Jenkins não quis criticar a arbitragem. “Eu sinto que pontuei. No final do dia, isso foi o que o árbitro deu. Eu vou com o que eles dizem e eu tenho que segurar a bola melhor”.

O head coach Todd Bowles minimizou a importância da jogada. “Eles disseram que ele não tinha o controle ao sair dos limites do campo. Se ele sai nos limites, então é touchback para o outro lado”.

Corrente explicou a jogada: “ele perdeu o controle da bola e ela quase encostou o chão. Agora, se ele retoma o controle, pela regra, ele tem que completar o processo de recuperação do controle”.

Comments
To Top