NFL

Jerry Jones: volta de Dez Bryant não é do melhor interesse para ambas as partes

Dez Bryant, wide receiver da NFL, e Jerry Jones, proprietário do Dallas Cowboys

(Crédito: Twitter/reprodução)

Dez Bryant deixou claro nesta semana, em postagem em seu Twitter oficial, que estaria aberto a um retorno ao Dallas Cowboys. Mas parece que a recíproca não é verdadeira.

Em participação nesta sexta-feira (5) na rádio ‘105.3 The Fan’, Jerry Jones, proprietário e general manager dos Cowboys, teve a oportunidade de comentar o tweet de Bryant e basicamente fechou as portas para uma volta do wide receiver.

“Eu sei que sou o único a perguntar como uma resposta a isso, mas como vocês sabem, nós somos amigos. Para dizer o mínimo, somos amigos, e eu tenho muito orgulho de onde (Bryant) está em relação ao nosso relacionamento no que se refere a ele como um indivíduo. E assim eu espelho sentimentos desta natureza”, afirmou Jones, segundo o site oficial da rádio. “Parece simplesmente que (Bryant) é um Cowboy, mas temos que olhar para o que todos nós estamos tendo que lidar e é isso que é do melhor interesse da equipe. Então, essa é uma história diferente lá”, prosseguiu.

Os Cowboys estão entrando na semana 5 com o terceiro pior ataque aéreo da NFL, com média de apenas 167 jardas por jogo, e Cole Beasley é o único wide receiver do elenco com mais de 100 jardas recebidas.

O running back Ezekiel Elliott e o tight end Geoff Swain também ultrapassaram a marca de 100 jardas recebidas.

Bryant, que foi dispensado pelos Cowboys em abril, vestiu a camisa da organização texana por oito temporadas e somou 531 recepções para 7.459 jardas e 73 touchdowns neste período. Apesar disso, a produtividade atual do wideout é que parece não gerar interesse nos Cowboys.

“Só estou tentando dizer que nos sentimos bem em relação a Dez e desejamos a ele o melhor. E, acreditem em mim, se fosse do nosso interesse – dele, do nosso e do time – então ele estaria em campo pelos Cowboys”, analisou.

E Jerry Jones reforçou seus argumentos ao ser questionado se o cenário seria diferente caso ele tivesse voto único na decisão de trazer ou não Bryant de volta.

“Eu concordo em relação ao estágio em que estamos e o status dele agora. Eu concordo com isso”, finalizou o executivo.

Comments
To Top