NFL

Jerry Jones sobre dilema na posição de QB: nunca estará totalmente resolvido

Dak Prescott e Tony Romo

(Crédito: Twitter/reprodução)

Depois de sofrer uma fratura nas costas durante a pré-temporada, Tony Romo está entrando na reta final do processo de reabilitação e se aproxima cada vez mais de voltar ao elenco ativo. E, quando o camisa 9 retornar, o Dallas Cowboys terá que lidar com o dilema de manter o calouro Dak Prescott comandando o ataque, coisa que ele vem fazendo muito bem, ou colocar o veterano em seu posto.

E para Jerry Jones, proprietário e general manager da franquia texana, a decisão nunca será definitiva.

“A coisa chave que eu quero enfatizar (é que) provavelmente nunca vamos ter isso totalmente resolvido. Nós vamos tocar de ouvido, jogar conforme as coisas vêm. Podemos fazer isso. E fazer realmente certo para vantagem do time, o que merecemos, ele realmente tem que estar pronto para jogar o seu melhor”, falou Jones, em entrevista à rádio ‘105.3 The Fan’, de Dallas. “Nós temos o luxo de prepará-lo. E, quando fazemos isso, nós temos uma vantagem que pode nos levar muito longe. Eu acho que o que realmente tem que ter é ver Tony jogando realmente bem no treino, realmente sendo o que ele pode ser – o que está em minha mente, quando ele está saudável, é que não sei se eu iria trocá-lo por alguém”, prosseguiu o executivo.

Há uma semana, Jones afirmou também na ‘105.3 The Fan’ que a química do time com Dak Prescott, que comandou o time até agora em um início de temporada com sete vitórias e uma derrota, seria levado em conta quando a organização precisasse tomar uma decisão sobre quem seria o quarterback titular.

Mais cedo na temporada, o dono do Dallas Cowboys havia garantido que Tony Romo era o quarterback número 1 da equipe, mas isso foi antes de a equipe emendar sete vitórias consecutivas, melhor série dos texanos de 2007, e ficar com a melhor campanha da Conferência Nacional (NFC) até o momento.

Romo já foi liberado para treinar sem limitações e vai fazer mais esta semana do que fez na semana passada, quando ele participou de atividade de 11 contra 11 pela primeira vez desde que sofreu uma fratura por compressão nas costas no dia 25 de agosto, contra o Seattle Seahawks. Jerry Jones, contudo, não sabe se o camisa 9 estará no elenco ativo para o jogo deste final de semana, contra o Pittsburgh Steelers.

“Para que possamos realmente ter a nossa vantagem em opções como temos com bons quarterbacks agora, e eu não estou sendo banal quando digo isso, ele tem que – absolutamente tem que – se preparar para jogar em nível alto. Então nós conseguimos algo, e eu acho que ele pode chegar lá, e vocês vão ver isso no treino essa semana”, frisou. “Todo mundo com alguma noção sabe que Tony gostaria de estar jogando. Vocês sabem que competidor que ele é”, finalizou Jerry Jones.

Em 2010, Romo perdeu os 10 jogos finais com uma fratura na clavícula. No ano passado, ele perdeu sete seguidos também com uma fratura na clavícula e 12 no total.

Comments
NFL, NBA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: [email protected]
Copyright © 2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18


Jogue com responsabilidade


To Top