NFL

Jed York: San Francisco 49ers apertou o “reset” para restabelecer cultura vencedora

Jed York, CEO do San Francisco 49ers

(Crédito: San Francisco 49ers/divulgação)

Foi a hora da faxina geral. O San Francisco 49ers anunciou na noite do último domingo (1) as demissões do técnico Chip Kelly e do general manager Trent Baalke, em uma decisão que já era bastante esperada. E o time vai entrar na temporada 2017 com seu quarto técnico principal nas últimas quatro temporadas.

Mais uma mudança dentro da organização, e dessa vez uma mudança mais radical, foi necessária. Pelo menos é o que frisou Jed York.

“Eu só acho que é hora de restabelecermos uma cultura de campeão. Para fazer isso, achei que tínhamos que limpar a casa”, declarou o CEO dos Niners, em entrevista ao jornalista Peter King, do ‘TheMMQB.com’.

Os maus trabalhos de Baalke nos anos recentes desde o bom período entre 2011 e 2013, quando o time chegou a três finais da Conferência Nacional (NFC) de maneira consecutiva e a um Super Bowl, acabaram contribuindo para campanhas fracas nos últimos três anos. E, na temporada 2016, a campanha de 2-14 foi a gota d’água.

Desde a classificação ao Super Bowl, na temporada 2012, Jim Harbaugh foi demitido, Jim Tomsula passou apenas um ano no cargo de técnico e também rodou. Agora foi a vez de Chip Kelly, que sofreu com um elenco muito fraco.

De acordo com Ian Rapoport, do ‘NFL.com’, que deu a informação no programa Good Morning Football desta segunda-feira, os 49ers mudaram toda a equipe para deixar todos em sintonia. Agora, a meta da organização é contratar uma dupla de técnico e general manager que vai trabalhar em conjunto. A ideia é até trazer profissionais que já tenham tido um bom relacionamento    anterior para garantir a união.

“O que deu errado, eu acho, foi uma desconexão no topo. Não ver o elenco da mesma maneira, não estando em sintonia no departamento pessoal. É por isso que eu acho importante apertar o botão de reset”, observou York.

Comments
To Top