NFL

Jed York: novo San Francisco 49ers quer vencer mais do que qualquer outro

Jed York, CEO do San Francisco 49ers

(Crédito: Twitter/reprodução)

O San Francisco 49ers vem de um bom draft, no qual conseguiu se reforçar bem e trazer dois dos principais jogadores que desejava (Solomon Thomas e Reuben Foster). E pode se dizer que o novo comando da franquia, com o general manager John Lynch e o técnico Kyle Shanahan, passou bem no primeiro teste de fogo.

Jed York está bastante satisfeito. O CEO dos Niners participou do programa Good Morning Football, da ‘NFL Network’, nesta quarta-feira (3) e elogiou a relação de trabalho na nova estrutura de poder nas operações de futebol americano do seu time.

York, que demitiu os técnicos Jim Harbaugh, Jim Tomsula e Chip Kelly em três temporadas consecutivas, precisava de um bom início de novo trabalho. E ele assumiu a culpa pelas recentes campanhas bem abaixo do esperado para o torcedor californiano.

“Quero dizer que é esse quem você deve questionar”, declarou Jed York, falando sobre si mesmo. “Não é onde queremos estar. Nós não queremos ser um time de 2-14, não queremos ser um time que tem o seu quarto técnico em quatro anos. Mas você também tem que estar disposto a mudar de caminho se cometeu um erro e saber que não vamos nos conformar com ser um time de 9-7. Não é o que queremos ser. Se você quer tornar seu time grande, você tem que fazer tudo o que puder para voltar a esse nível”, prosseguiu.

“Nós vamos chegar lá. Tivemos três jogos de final da NFC em sequência com uma derrota no Super Bowl entre eles. É perto, certo? Não é onde queremos estar. Queremos ser um time que compita consistentemente por isso e, no final das contas, quando John, Kyle (Shanahan) e eu olharmos para trás, queremos saber que ganhamos mais juntos do que qualquer outra pessoa”, observou.

Os Niners fizeram um bom draft, mas não encontraram o seu quarterback do futuro. Assim, a equipe terá que apostar no veterano (e rodado) Brian Hoyer para comandar o ataque do time em 2017. Mas York se mostrou otimista com o trabalho que Shanahan pode realizar com o signal caller de 31 anos de idade.

“Ele fez um ótimo trabalho com Brian Hoyer no passado e acho que ele vai continuar a fazer um ótimo trabalho com Brian Hoyer. Brian cresceu em sua carreira e acho que ele está pronto para ser um bom quarterback para nós. Essa é uma posição em que, até você conseguir o seu cara, você tem que arriscar (…) Até que esteja definido, você nunca pode parar de tentar conseguir o seu quarterback. É isso que, no final das contas, impulsiona esta liga”, frisou York.

Comments
To Top