NFL

Jared Goff se destaca entre os quarterbacks em atividade de passes; veja resumo do combine de sábado

Crédito: Instagram/reprodução

Crédito: Instagram/reprodução

Para quem acompanha a NFL, o sábado do Combine é o dia mais high profile. Os quarterbacks e wide receivers foram a campo para a “gincana” mais importante da vida deles, no Lucas Oil Stadium em Indianapolis. E como na sexta, quando running backs e offensive linemen foram a campo, as atividades tiveram seus destaques.

Para os quarterbacks, a atividade de passes é uma das mais importantes se não a mais importante já que ela testa a capacidade do jogador de ler rotas, a força no braço e que tipo de passes ele consegue fazer. E Jared Goff brilhou em tudo.

Era esperado que o quarterback de California fosse bem, mas no fim ele foi claramente superior a Connor Cook de Michigan State e Christian Hackenberg de Penn State, segundo relatos. Com o dia de hoje ele pode ter convencido críticos que apesar do esquema ofensivo de sua faculdade exigir que ele não tivesse que fazer muitos dropbacks, ele consegue pegar a bola com o center e fazer a progressão, leitura e passe.

Segundo análise da CBS Sports, outro quarterback que foi bem na atividade foi Brandon Doughty de Western Kentucky. Os já citados Cook e Hackenberg foram mais inconsistentes segundo a mesma análise. Carson Wentz e Paxton Lynch, que devem ser escolhidos logo na primeira rodada, solidificaram sua posição como os dois QBs que serão selecionados primeiro, mesmo errando alguns passes.

Já o quarterback de Ohio State, Cardale Jones, não gostou nada deste sábado. Ele machucou a parte interna da cocha no tiro de 40 jardas e foi retirado das outras atividades do dia.

Wide receivers

O tiro de 40 jardas para os recebedores é a grande chance de mostrar que você é mais rápido que a concorrência no sentido mais exato. E Will Fuller de Notre Dame pode se orgulhar disso, correndo 40 jardas em 4,32 segundos, mesmo número, perdendo apenas por 0,01 segundo para Keith Marshall, o running back de Georgia que foi o mais rápido ontem.

Mas curiosamente, o tempo médio dos wide receivers de 4,56 foi bem baixo, o mais baixo entre jogadores da posição nos últimos 11 anos.

Já Tyler Boyd de Pittsburgh se destacou pegando os passes dos quarterbacks e na corrida de rotas, o que também ajuda e bastante a colocar o atleta no holofote.

 

Comments
To Top