NFL

James Harrison dá conselho inusitado ao running back Le’Veon Bell

James Harrison, linebacker do Pittsburgh Steelers

(Crédito: Twitter/reprodução)

O ex-linebacker James Harrison, que jogou a maior parte de sua carreira no Pittsburgh Steelers, deu um conselho inusitado (para dizer o mínimo) ao running back Le’Veon Bell.

Vale lembrar que Bell segue afastado dos Steelers em meio à sua disputa contratual com a franquia e ainda não assinou a franchise tag.

Harrison, que teve um divórcio conturbado com Pittsburgh na temporada passada, foi questionado sobre a situação de Bell nesta semana, em entrevista ao canal ‘FS1’, e afirmou que o running back deveria voltar ao time. Mas não foi só isso. O ex-pass rusher falou que o camisa 26 deveria fingir uma lesão para não atuar em jogos.

“Se eu sou Le’Veon (…) estou voltando, quando mesmo, 13 de novembro?”, disse Harrison, referindo-se ao prazo em que Bell deve se apresentar aos Steelers para ter uma temporada válida e poder se tornar um free agent em 2019. “Eu vou entrar lá, vou receber meu crédito nesta temporada que eu preciso e vou fazer o melhor que puder para sair desta temporada saudável”, observou.

“Por mim, eu daria tudo nos treinos. Vocês veriam – as câmeras veriam – que eu estou bem, estou saudável. Mas, chegando sábado, seria ‘algo não está certo. Não posso jogar no domingo’. Porque, se eu saio lá e algo dá errado, estarei perdendo um monte de dinheiro”, apontou Harrison.

Bell se recusou a assinar sua franchise tag de US$ 14,5 milhões e deixou de faturar US$ 2,6 milhões ao perder os três primeiros jogos dos Steelers na temporada 2018.

Segundo informações apuradas pelo jornalista Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana, os Steelers recentemente começaram a ouvir propostas de troca de times interessados em adquirir Bell.

“Harrison disse acreditar que uma troca envolvendo Bell é improvável e também alertou que um retorno do RB seria complicado para o jogador, mencionando o “atrito” no vestiário.

Atualmente com 40 anos de idade, Harrison se aposentou da NFL mais cedo neste ano depois de uma carreira de 15 anos, sendo 14 com a camisa dos Steelers. Ele foi selecionado para cinco Pro Bowls, foi duas vezes campeão do Super Bowl e ganhou um prêmio de Jogador Defensivo do Ano.

Insatisfeito com seu tempo de jogo limitado no ano passado, Harrison pediu aos Steelers para ser dispensado e Pittsburgh realizou o desejo do defensor em dezembro. Ele então assinou com o New England Patriots três dias após ser dispensado.

O ato gerou críticas de alguns ex-companheiros de Steelers, com o center Maurkice Pouncey dizendo que Harrison “apagou seu próprio legado” com o time.

James Harrison é o líder de todos os tempos do Pittsburgh Steelers em sacks, com 80,5.

Comments
To Top