NFL

James Harrison coloca a culpa do drama do Pittsburgh Steelers em Mike Tomlin

James Harrison, ex-linebacker do Pittsburgh Steelers

(Crédito: Twitter/reprodução)

O Pittsburgh Steelers é uma das grandes atrações da offseason por todas as novelas envolvendo a equipe, o que até fez Juju Smith-Schuster pedir para a equipe aparar de ser “divas” e “Kardashians”. James Harrison, que passou grande parte da sua carreira no time da Pensilvânia, vencendo dois Super Bowls, mas saiu pelas portas do fundo, deu a sua opinião sobre tudo isso e disparou contra o head coach Mike Tomlin.

“Acho que só há mudanças quando você começa pelo topo. Você precisa começar pelo topo e isso começa com o head coach”, declarou o ex-jogador de 40 anos sobre o drama interminável dos Steelers.

“Ele tem uma coisa em que ele diz: ‘vou tratar todo mundo de forma justa, mas não vou tratar todos da mesma maneira’. Sua justiça pode ser interpretada como favoritismo para outros jogadores. E o fato de você estar tratando todos pelo o que você diz ser justo, mas não da mesma maneira, pode ser interpretado de forma diferente por diferentes jogadores. E acho que, agora, isso é uma combinação disso e talvez um pouco falta de liderança. Alguém para dizer que vai ser A e B para chegar a C”.

É importante destacar que o ex-pass rusher deixou o Pittsburgh Steelers após ter pedido para ser dispensado diversas vezes alegando, principalmente, a falta de tempo de jogo. Em seguida, ele foi para o New England Patriots e foi derrotado no Super Bowl LII. Tomlin, principal alvo de Harrison, vetou sua dispensa dizendo que queria se proteger contra potenciais grandes lesões.

“É isso que estou tentando fazer as pessoas entenderem. Vencer depende de muitas coisas. Ninguém está falando que isso não vai acontecer, mas todos estão dizendo que isso não estava acontecendo antes. Talvez estivesse acontecendo antes. Quando você começa a perder, todos querem fazer algo. Os caras perdendo as atividades, chegando atrasado, isso acontece com muitos jogadores, jogadores diferentes que não são titulares, que não se chamam AB (Antonio Brown)     , Ben (Roethlisberber), Le’Veon (Bell). Isso só está saindo agora porque eles não estão vencendo”.

“Acho que ele teve um ano e teve a chance de tentar colocar as coisas onde deveriam estar. Não acho que eles estão comprando a mensagem”, completou ao falar sobre Tomlin.

Comments
To Top