NFL

Jameis Winston volta a ser o quarterback titular do Tampa Bay Buccaneers

Jameis Winston, quarterback do Tampa Bay Buccaneers

(Crédito: Twitter/reprodução)

O técnico Dirk Koetter resolveu acabar com todas as dúvidas relacionadas à posição de quarterback no Tampa Bay Buccaneers nesta segunda (1) e nomeou Jameis Winston o titular do time para o confronto da semana 6 contra o Atlanta Falcons.

Vale lembrar que os Bucs folgam na semana 5 e só voltam a atuar no dia 14 de outubro.

Ryan Fitzpatrick foi titular durante a derrota humilhante para o Chicago Bears por 48 a 10, neste domingo, mas foi mandado para o banco de reservas no intervalo da partida. Fitzpatrick teve atuação desastrosa, acertando nove passes de 18 para 126 jardas e uma interceptação.

Koetter não tinha planos de fazer uma mudança de QB no meio da partida, mas os Buccaneers estavam perdendo por cinco touchdowns no intervalo e o head coach sentiu que era importante dar repetições a Winston no meio de um jogo depois que o signal caller ficou afastado por três semanas devido a uma suspensão.

“De maneira alguma foi culpa de Fitz termos perdido como perdemos ontem. Fitz não jogou tão bem quanto estava jogando, mas isso foi uma coisa 100 por cento do time”, declarou Koetter, acrescentando que, quando ele inicialmente viu a tabela dos Bucs, ele planejou usar Fitzpatrick por quatro semanas como titular e voltar com Winston após a semana de bye, a menos que Fitzpatrick estivesse jogando “muito bem”.

Nenhum dos QBs teve um desempenho de encher os olhos neste domingo. Se Fitzpatrick teve apresentação bem ruim, Winston também não foi muito melhor, mas ao menos o jogador de 24 anos de idade conseguiu mover a bola melhor.

Winston conseguiu 12 primeiras descidas, em comparação às quatro conquistadas pelo ataque sob comando de Fitzpatrick, e fechou a partida com 16 passes certos de 20 para 145 jardas, um touchdown e duas interceptações.

Os dois quarterbacks de Tampa Bay sofreram dois sacks na partida.

“Nós trouxemos Fitz para cá há dois anos para ser um mentor para Jameis e para ser um cara que poderia preencher se Jameis estivesse fora por lesão. Ambas as vezes que pedimos a Fitz para aparecer – em uma série de três jogos há um ano, ele nos levou a um 2-1 (e) uma série de quatro jogos neste ano, ele nos levou a 2-2 – (foi um) trabalho bem feito, excelente. Eu acho que qualquer time na liga aceitaria isso”, observou Koetter. “A combinação de experiência, talento e liderança de Fitz é valorizada em um nível muito alto aqui. Mas, ao mesmo tempo, Jameis Winston é o cara que estará aqui muito mais tempo do que estou, então ele precisa estar lá jogando, e ele estará, a menos que se machuque em Atlanta”, finalizou o head coach.

Comments
To Top