NFL

Winston faz discurso sexista para crianças e se desculpa: “má escolha de palavras”

Jameis Winston, quarterback do Tampa Bay Buccaneers

(Crédito: Instagram/reprodução)

O quarterback Jameis Winston, do Tampa Bay Buccaneers, fez um discurso bastante sexista e carregado de estereótipos de gênero em uma escola primária, na última quarta-feira (22), e o atleta se desculpou pela atitude.

O camisa 3 afirmou ter feito uma “má escolha de palavras”.

Conversando com alunos da terceira à quinta série da Escola Melrose, em St. Petersburg, na Flórida, Winston pediu aos meninos que se levantassem enquanto as meninas ficavam sentadas.

“Todos os meus meninos, levantem-se. As meninas, sentem-se. Mas todos os meus meninos, fiquem em pé. Nós somos fortes, certo? Somos fortes! Nós somos fortes, certo? Todos os meus meninos, digam de uma vez: eu posso fazer qualquer coisa que colocar na minha mente. Agora, um monte de meninos não deve ter fala mansa. Vocês sabem o que estou dizendo? Um dia, vocês todos terão uma voz profunda como essa (falando grosso). Um dia, vocês terão uma voz muito, muito grossa”, falou o quarterback, segundo o jornal ‘Tampa Bay Times’. “Mas as meninas, elas devem ser silenciosas, educadas, gentis. Meus homens, meus homens devem ser fortes. Eu quero que todos me digam qual é a terceira regra da vida: eu posso fazer qualquer coisa que colocar na minha mente”, completou.

Posteriormente, Jameis Winston tentou esclarecer o seu discurso, alegando que estava tentando motivar um aluno em particular sem distingui-lo, e o jogador dos Buccaneers pediu desculpas.

“Eu estava fazendo um esforço para interagir com um jovem do público que não parecia estar prestando atenção, e eu não queria isolá-lo, então pedi a todos os meninos para que se levantassem. Durante a minha palestra, eu usei uma má escolha de palavras que pode ter ofuscado essa mensagem positiva para alguns”, explicou Winston.

Jameis Winston tem tentado melhorar a sua imagem desde os dias em que estava na Universidade de Florida State, quando foi acusado de agressão sexual contra uma estudante. Ele nunca foi acusado criminalmente pelo incidente, já que o comitê disciplinar da universidade achou evidências insuficientes para puni-lo sob violação do código dos estudantes.

Em dezembro, Winston resolveu um processo federal movido pela mulher.

A Universidade de Florida State concordou em pagar US$ 950 mil à moça em janeiro de 2016 para resolver um processo que ela apresentou contra a escola pela maneira como a instituição lidou com sua queixa de Título IX.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top