NFL

Jadeveon Clowney define seu futuro e vai para o Tennessee Titans

Jadeveon Clowney, pass rusher da NFL

Finalmente, Jadeveon Clowney! O senhor enrolou, enrolou, mas definiu seu futuro.

Após meses à solta na free agency, negociando com vários times, entre eles Seattle Seahawks e New Orleans Saints, o pass rusher decidiu fechar com o Tennessee Titans neste final de semana.

Como noticiou a jornalista Dianna Russini, da ‘ESPN’ norte-americana, em primeira mão na noite de sábado (5), o defensive end informou aos executivos dos Titans que pretendia fechar com a franquia de Nashville. E foi isso que aconteceu, mesmo depois de muita enrolação.

Confesso que até achei demais o tempo que Clowney ficou livre no mercado e muito disso foi por causa do próprio jogador, que ficou barganhando por umas verdinhas a mais. Agora, a uma semana do início da temporada 2020 da National Football League, chegou a hora.

Um grande motivo para Clowney ter acertado com os Titans foi o técnico Mike Vrabel. Atual head coach em Tennessee, Vrabel foi treinador de posição e coordenador defensivo de Clowney quando ambos estavam no Houston Texans.

Selecionado com a primeira escolha geral do Draft NFL 2014 pelos Texans, Clowney teve sua melhor temporada na NFL em 2017, quando atuou no esquema defensivo de Vrabel. Na ocasião, foram 9,5 sacks, 21 tackles para perda de jardas e 21 pancadas nos QBs adversários, todas as maiores marcas na carreira do pass rusher até agora.

Clowney permaneceu nos Texans até a temporada 2018 e, antes da temporada 2019, ele foi trocado pela franquia com o Seattle Seahawks pelos linebackers Jacob Martin, Barkevious Mingo e uma escolha de terceira rodada do draft de 2020.

E ele teve um impacto interessante na defesa dos Seahawks.

Apesar de ter somado apenas três sacks em 13 jogos na temporada regular, o pass rusher de 27 anos de idade anotou dois touchdowns defensivos e causou o caos nos pockets adversários.

Detalhe: ele sofreu uma lesão de músculo central na semana 10 da temporada passada, mas decidiu não fazer cirurgia na ocasião. Assim, ele atuou na segunda metade do campeonato lidando com dores intensas e perdeu dois jogos por causa da contusão.

Impressionante.

Ainda assim, ele somou mais 1,5 sacks nos dois jogos de Seattle nos playoffs desta última temporada.

Mais impressionante ainda.

Contudo, tudo acabou porque os Seahawks não conseguiram impedi-lo de atingir a free agency com a franchise tag ou a transition tag, devido a um acordo feito com o jogador antes de adquiri-lo. Seattle tentou trazê-lo de volta durante o mercado, mas não deu.

Ele resolveu respirar novos ares e volta a jogar por um time da AFC South. Vai vestir a camisa de um grande rival dos Texans.

Clowney tem uma capacidade impressionante como pass rusher. Ele é um cara que, muitas vezes, passa despercebido em grande parte da partida, mas quando aparece. Particularmente, gosto muito do estilo dele. Jogador que intensidade extrema e que sabe se livrar dos offensive linemen como poucos na liga.

Em 75 jogos de temporada regular em sua carreira (66 como titular), Clowney soma 32 sacks, 236 tackles combinados, nove fumbles forçados, sete fumbles recuperados, 51 tackles para perda de jardas, uma interceptação e quatro touchdowns defensivos.

O defensor sofreu muito com lesões no começo da carreira e perdeu 15 jogos no total em suas primeiras duas temporadas na liga. Em 2016, ele jogou com contusões no punho e no cotovelo, mas esteve em campo por 14 jogos e foi ao Pro Bowl pela primeira vez.

A novela acabou (para meu alívio e de todos que gostam da NFL). Já estava chato de ver tanta enrolação para decidir seu futuro.

Clowney é um novo Titan e chega para deixar ainda mais forte um time que fez uma temporada 2019 muito interessante.

Comments
To Top