NFL

Irritados, torcedores dos Saints entram com processos e colocam outdoors em Atlanta

Outdoor comprado por torcedor do New Orleans Saints

(Crédito: Twitter/reprodução)

Os torcedores do New Orleans Saints arranjaram uma forma mais séria de expressar sua raiva em relação à não-marcação polêmica que foi fundamental para a eliminação do time pelo Los Angeles Rams, na final da Conferência Nacional (NFC).

Após o erro grave da arbitragem, os torcedores reagiram de várias maneiras. Agora, já tem processos judiciais, petições, boicotes em toda a região de Nova Orleans e outdoors na cidade de Atlanta.

Sim, tudo isso mesmo!

Ao menos duas ações judiciais foram apresentadas por advogados locais no nome de torcedores dos Saints que desejam obrigar Roger Goodell, comissário da NFL, a utilizar seu poder sob o livro de regras da NFL para realizar novamente o 1min49s finais do tempo regulamentar da derrota na prorrogação para os Rams.

Além disso, Matt Bowers, torcedor da franquia da Louisiana, alugou outdoors em Atlanta e na região da cidade que será sede do Super Bowl LIII para expressar sua revolta em relação à liga.

“E eu ainda não acabei”, disse Bowers, que é dono de concessionárias de carros na região sudeste, em entrevista à ‘ESPN’. “Eu vou fazer o meu melhor para atrair tanta atenção a isso quanto possível – e eu não vou parar até torná-los miseráveis”, completou.

O running back Alvin Kamara, um dos grandes nomes do ataque dos Saints, apoiou a iniciativa de Bowers pelas redes sociais.

Vários bares e restaurantes da região de Nova Orleans já anunciaram que farão festas anti-Super Bowl e não vão transmitir a decisão da temporada 2018 da NFL.

Uma padaria local estava vendendo cookies com o rosto do árbitro Bill Vinovich, chefe da equipe de arbitragem que apitou a final da NFC, atrás de uma faixa vermelha.

E empresas locais fizeram anúncios com referências inteligentes à falta não-marcada.

Além disso tudo, uma petição aberta no site ‘Change.org’ pedindo para que a reta final do jogo seja realizada novamente já tinha quase 600 mil assinaturas até a tarde desta terça (22).

Os Saints não tomaram  nenhuma ação formal contra a liga até agora, mas Gayle Benson, proprietária da franquia, emitiu um longo comunicado na última segunda.

Em trecho da nota, a dona do New Orleans Saints diz: “eu estive em contato com a NFL em relação aos eventos de ontem e irei agressivamente buscar mudanças nas políticas da NFL para garantir que nenhuma equipe e torcida seja colocada em uma posição similar novamente. É um desserviço aos nossos treinadores, jogadores, funcionários e, mais importante, os torcedores que tornam nosso esporte possível. A NFL deve sempre se comprometer a fornecer a mais básica das expectativas – imparcialidade e integridade”.

Nem a NFL e nem o técnico Sean Payton, dos Saints, conversaram com a imprensa depois da coletiva pós-jogo concedida pelo comandante de New Orleans.

Na coletiva, Payton revelou que Al Riveron, responsável pela arbitragem na NFL, fez uma ligação para ele imediatamente após a partida e admitiu que os árbitros erraram feio.

Comments
To Top