NFL

Houston Texans considerou Colin Kaepernick após lesão de Deshaun Watson

(Crédito: Twitter/reprodução)

Depois que o quarterback calouro Deshaun Watson, do Houston Texans, sofreu uma ruptura no ligamento cruzado anterior, na semana passada, o técnico Bill O’Brien e o general manager Rick Smith debateram a possibilidade de contratar o free agent Colin Kaepernick.

“Nós falamos sobre o elenco e o que está rolando todos os dias, Rick (Smith) e eu”, falou O’Brien.

Questionado especificamente sobre o nome de Kaepernick, o head coach falou: “oh, sim, quero dizer, todo mundo é discutido”.

No mês passado, Kaepernick apresentou uma queixa contra a National Football League por conluio, que dizia que a NFL e seus proprietários de franquias “coludiram para privar o Sr. Kaepernick de direitos trabalhistas em retaliação pela liderança e advocacia do Sr. Kaepernick pela igualdade e justiça sociais e sua conscientização trazida a instituições peculiares que ainda minam a igualdade racial nos Estados Unidos”.

Os protestos de Kaepernick começaram antes de um jogo de pré-temporada em 2016, quando ele não ficou em pé durante a execução do hino nacional dos Estados Unidos. Isso levou outros jogadores da NFL a seguirem o método de protesto contra as desigualdades raciais e sociais e a brutalidade da polícia.

Recentemente, uma matéria da ‘ESPN’ apontou que Bob McNair, proprietário dos Texans, disse durante o encontro de proprietários de franquias, em outubro, que “não podemos ter os presos administrando a prisão”. A declaração, supostamente, foi relacionada aos protestos dos jogadores.

As palavras de McNair deixaram os jogadores dos Texans bastante irritados e o left tackle Duane Brown, que acabou sendo trocado com o Seattle Seahawks desde então, foi um dos mais críticos à declaração do seu então patrão.

Questionado se os proprietários dos Texans fechariam com Kaepernick se O’Brien o desejasse no time, o técnico fugiu da resposta direta, mas disse que o quarterback atualmente sem time é “um bom jogador de futebol americano”.

“Eu o estudei quando ele estava saindo da faculdade. Quando treinamos contra eles e então, obviamente, quando ele estava no futebol americano profissional quando treinamos contra eles no ano passado quando fomos para San Fran”, frisou O’Brien. “Novamente, essas coisas são discutidas basicamente de forma diária, e não é apenas um cara. Colin Kaepernick é um bom jogador de futebol americano (mas ele) não joga há um bom tempo. Mas essas coisas são discutidas diariamente e continuarão a ser discutidas”, completou o técnico.

O quarterback Tom Savage foi titular neste final de semana na derrota por 20 a 14 para o Indianapolis Colts e acertou apenas 19 passes de 44 para 219 jardas e um touchdown. Vale ressaltar que a maioria dessas jardas foi conquistada na reta final do jogo e o ataque dos Texans marcou apenas um touchdown no jogo, a 6min11s do final. Anteriormente, o outro TD foi defensivo e saiu após retorno de fumble de 34 jardas, no segundo quarto.

Bill O’Brien disse que, por enquanto, ele espera que Savage seja titular no domingo contra o Los Angeles Rams.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top