NFL

Greg Olsen passa por cirurgia em pé fraturado e fica fora por até oito semanas

Greg Olsen, tight end do Carolina Panthers

(Crédito: Twitter/reprodução)

O tight end Greg Olsen, do Carolina Panthers, passou por cirurgia na manhã desta segunda-feira (18) em seu pé direito fraturado, como anunciou o time. O jogador deve ficar afastado das atividades por um período entre seis e oito semanas, de acordo com informações apuradas pelo jornalista Chris Mortensen, da ‘ESPN’ norte-americana.

Após o procedimento cirúrgico, a franquia da Carolina do Norte vai determinar se Olsen será colocado na injured reserve com a expectativa de que ele retorne mais adiante na temporada 2017.

O camisa 88 se lesionou durante a primeira metade da vitória de seu time por 9 a 3 sobre o Buffalo Bills, no primeiro jogo dos Panthers em casa nesta temporada. Antes da contusão, Olsen fez uma recepção para 10 jardas.

“Meu entendimento é que as coisas foram bem e vamos ver a partir daí”, declarou o técnico Ron Rivera, do Carolina Panthers.

O head coach observou que o time ainda não debateu o que será feito com a vaga de Olsen no elenco e chamou os cronogramas de recuperação do tight end que estão sendo traçados pela imprensa de “puramente especulação”.

Rivera, contudo, já conversou com sua comissão sobre maneira de os Panthers substituírem um atleta que liderou o time em recepções e jardas recebidas nas últimas três temporadas. O treinador também disse que gostou do fato de o quarterback Cam Newton ter lançado bolas para nove jogadores diferentes durante a vitória sobre os Bills.

O técnico comparou a situação à temporada 2015, quando Newton distribuiu mais a bola depois de perder o wide receiver Kelvin Benjamin para uma lesão no joelho sofrida durante o training camp que encerrou a temporada do recebedor antes mesmo de começar.

Naquele ano, Newton faturou o prêmio de MVP da liga, acertando 59,8% de seus passes para 3.837 jardas, 35 touchdowns e 10 interceptações, estas duas últimas as melhores marcas de sua carreira profissional.

Selecionado para o Pro Bowl em três oportunidades durante sua carreira profissional, Greg Olsen se tornou na temporada passada o primeiro tight end da história da NFL com três temporadas consecutivas com, pelo menos, 1.000 jardas recebidas.

Antes de a temporada 2017 começar, os Panthers adicionaram US$ 2 milhões em incentivos no contrato do jogador, baseados em recepções, jardas recebidas e prêmios pós-temporada.

Greg Olsen foi titular em 81 jogos consecutivos, terceira maior marca na história dos Panthers atrás do safety Mike Minter (94) e do offensive tackle Jordan Gross (84). Essa sequência também é a segunda maior ativa na NFL entre tight ends, atrás apenas de Jason Witten, do Dallas Cowboys, que tem 164 partidas seguidas como titular.

Comments
To Top