NFL

A.J. Green lesionado, Golden Tate em apuros e Nkemdiche cortado; veja mais movimentações

A.J. Green, wide receiver do Cincinnati Bengals

O wide receiver A.J. Green, do Cincinnati Bengals, foi retirado de campo neste sábado (27) com uma aparente lesão no pé esquerdo. A contusão ocorreu durante o primeiro treinamento da equipe no training camp de 2019.

O recebedor, que está entrando em seu nono ano na National Football League, sofreu a lesão perto do final do treino em Welcome Stadium, em Dayton, depois de fazer contato com o cornerback Dre Kirkpatrick.

O técnico Zac Taylor, que está em seu primeiro ano no cargo, não deu nenhuma indicação sobre a gravidade da contusão.

“Nós vamos descobrir um pouco mais sobre ele mais tarde. Eu não quero especular sobre nada. Vamos descobrir mais”, falou.

A chuteira esquerda de Green foi removida antes de ele sair de campo.

Na temporada passada, ele perdeu sete jogos devido a uma lesão no dedo do pé direito. Assim, foi apenas a segunda vez em sua carreira profissional que Green não teve pelo menos 1.000 jardas recebidas durante sua carreira.

Green está entrando no ano final de seu contrato com a franquia de Ohio.

Os Bengals estavam treinando em um lugar incomum neste sábado, com o time abrindo o training camp em Dayton em comemoração à 100ª temporada da NFL. O Triangle Park, em Dayton, foi o local do primeiro jogo da história da liga, entre o Dayton Triangles e o Columbus Panhandles, em outubro de 1920.

O restante dos treinos dos Bengals será em Cincinnati.

Veja giro ao redor da NFL neste sábado (27) de training camps:

– O New York Giants segue com seus problemas e pode perder mais um wide receivers para o começo da temporada. Golden Tate está apelando uma suspensão de quatro jogos por violar a política de substâncias para melhoria de desempenho da NFL. A ‘ESPN’ norte-americana deu a notícia em primeira mão.

Tate emitiu um comunicado neste sábado dizendo que a suspensão é o resultado de uma receita de um especialista em fertilidade. Ele afirmou que, ao saber que a droga continha uma substância que está na lista de banidas pela NFL, ele imediatamente relatou a situação para a liga antes de saber que não passou no teste.

Pat Shurmur, técnico dos Giants, disse aos repórteres que Tate foi “muito honesto” sobre sua suspensão pendente, ao mesmo tempo em que observou que a franquia não foi informada sobre a situação antes de fechar o contrato com o wideout. Veterano que está entrando em sua décima temporada na liga, Tate perderá pouco mais de US$ 1,75 milhão em bônus de assinatura, salário-base e confisco de bônus de elenco, e ele também renunciaria às garantias totais de US$ 7,975 milhões para 2020, de acordo com Mike Garafolo, da ‘NFL Network’.

Em campo, a ausência de Tate seria mais um golpe enorme no corpo de WRs dos Giants. Vale lembrar que, na última quinta, Sterling Shepard fraturou o dedo da mão, que pode tirá-lo do começo da temporada, e Corey Coleman rompeu o ligamento cruzado anterior, contusão que deve tirá-lo da temporada.

– O Arizona Cardinals cortou o defensive lineman Robert Nkemdiche, como anunciou a franquia na noite deste sábado. Em três temporadas na franquia de Glendale, ele disputou apenas 27 partidas com a camisa do time.

O corte encerra uma passagem apagada pela equipe e é mais um capítulo dos últimos meses horríveis para o defensor. No começo de junho, ele foi preso por dirigir em alta velocidade e com a carteira suspensa.

Agora, nesta semana, ele foi colocado na lista de jogadores sem condições físicas de desempenhar (PUP list) enquanto se recupera de uma ruptura no ligamento cruzado anterior, mas ele foi caracterizado como “fora de forma” pelo técnico Kliff Kingsbury na última sexta, em uma clara insatisfação do head coach.

Nkemdiche foi selecionado na primeira rodada do draft de 2016, com a 29ª escolha geral, e não foi nada bem. A melhor temporada da carreira dele na NFL até agora foi no ano passado, quando ele foi titular em seis jogos e somou 4,5 sacks. Isso diz muito.

Também nos Cards, Kingsbury disse aos repórteres que o linebacker Haason Reddick vai perder “algumas semanas” depois de passar por um pequeno procedimento no joelho. Mike Garafolo, da ‘NFL Network’, apurou que o procedimento de Reddick é uma artroscopia para reparar uma ruptura no menisco e que o defensor deve perder de quatro a seis semanas de atividades.

Mais tarde neste sábado, Vance Joseph, coordenador defensivo dos Cardinals, disse que Reddick estaria de volta para a abertura da temporada.

Em outra notícia, o linebacker Brooks Reed (quadril) foi ativado da lista de jogadores sem condições físicas de desempenhar (PUP list).

– O Dallas Cowboys fez seu primeiro treino em Oxnard, na Califórnia, na abertura de fato do training camp da equipe e Ezekiel Elliott continuou ausente. Agora, efetivamente, podemos afirmar que o running back está boicotando os treinos.

A jornalista Jane Slater, da ‘NFL Network’, noticiou neste sábado que os Cowboys enviaram uma proposta de contrato ao camisa 21. Contudo, os representantes do atleta ainda não enviaram uma contraproposta.

Slater noticiou na última quinta que Elliott não estava no avião do time, que partiu para a Califórnia, mas até então ele não podia ser considerado uma ausência, já que o prazo para se apresentar era a sexta. Contudo, no dia seguinte, o RB seguiu sem comparecer e Jerry Jones, dono da franquia, anunciou Zeke como “não compareceu”.

O técnico Jason Garrett disse à imprensa que ele não falou diretamente sobre a ausência de Elliott com seus jogadores. Jane Slater acrescentou que, na ausência de Zeke, o running back Tony Pollard está recebendo repetições no time titular.

– O Philadelphia Eagles contratou o cornerback Orlando Scandrick, de 32 anos de idade, sob contrato de um ano de duração. Scandrick defendeu o Kansas City Chiefs na temporada passada, depois de nove anos vestindo a camisa do Dallas Cowboys, e somou uma interceptação e 13 passes defendidos em 2018.

Ele disputou 15 jogos pelos Chiefs, mas foi titular de apenas sete, sua pior marca desde 2012.

Em uma decisão correspondente, os Eagles cortaram o defensive tackle Anthony Rush.

O interesse de Philly em Scandrick se deve, em parte, ao fato de o cornerback Cre’von LeBlanc ter que ficar afastado por algumas semanas devido a uma entorse no pé, como informou Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

– O quarterback Robert Griffin III, reserva do Baltimore Ravens, deve perder algumas semanas de atividades depois de lesionar o polegar durante o treino da noite deste sábado. Apesar disso, ele deve ficar pronto a tempo da temporada regular, segundo Jamison Hensley, da ‘ESPN’.

RGIII bateu o polegar direito no capacete de um defensor perto do final do treino no M&T Bank Stadium e, então, arremessou seu capacete em direção à lateral, em um claro sinal de descontentamento. Um exame de raios-x revelou uma pequena fratura.

“Eu tive um pequeno problema com meu polegar. Bati no capacete de um dos defensores. Eu acho que é por isso que eles falam a eles para ficar longe de nós”, falou Griffin.

Depois de passar pelo exame de raios-x, Griffin retornou ao campo, onde enxugou as lágrimas enquanto sua esposa o consolava. Ele deu autógrafos depois do treino, mas precisou de ajuda no vestiário para tirar sua camisa e pads.

– O New England Patriots teve boas novas neste sábado, já que o running back Sony Michel, que estava na lista de jogadores sem condições físicas de desempenhar (PUP list), participou do treinamento. O jogador passou por uma artroscopia no joelho meses atrás e perdeu a maior parte do programa de treinamentos de offseason da franquia de Foxborough.

– Após seis temporadas em Detroit, o running back Theo Riddick foi cortado pelos Lions neste sábado. A dispensa foi confirmada pelo técnico Matt Patricia.

O corte abre cerca de US$ 3,66 milhões de espaço no teto salarial e deixa apenas US$ 962.500 de dinheiro ‘morto’.

Selecionado pela franquia de Michigan na sexta rodada do draft de 2013, Riddick somou 84 jogos, sendo 19 como titular, com a camisa dos Lions. Ele teve mais recepções do que corridas em metade de suas temporadas e encerra sua passagem por Detroit com 288 carregadas para 1.023 jardas e 285 recepções para 2.238 jardas, tendo anotado 19 touchdowns no total.

– O offensive tackle Trent Williams, do Washington Redskins, foi colocado na lista de reservas/não se apresentaram e isso fez com que a equipe contratasse o tackle Corey Robinson.

Williams tem se mantido afastado em partes por causa da insatisfação com seu contrato e, também, pela maneira como os médicos da equipe conduziram um problema de saúde sofrido pelo atleta nesta offseason.

Questionado neste sábado se ele ouvir falar sobre Williams, o técnico Jay Gruden falou: “não. Eu não ouvi, não”.

– No Atlanta Falcons, o wide receiver Calvin Ridley será avaliado “dia a dia” com um problema no músculo posterior de coxa, como disse o técnico Dan Quinn neste sábado.

– O San Francisco 49ers fechou com o defensive lineman Jordan Thompson, acertando um contrato de um ano.

– Depois de uma temporada fora do time, o defensive back DeShawn Shead está de volta ao Seattle Seahawks, depois de fechar contrato com a franquia neste sábado. Shead atuou na temporada passada com a camisa do Detroit Lions, depois de vestir a camisa dos Seahawks nos primeiros seis anos de sua carreira.

Além disso, os Seahawks anunciaram a contratação do linebacker Jawuan Johnson, calouro não draftado. E, em decisões correspondentes, os ‘Hawks dispensaram o wide receiver Caleb Scott com uma designação de lesão não-relacionada ao futebol americano e colocou o linebacker Emmanuel Ellerbee na injured reserve.

– O Houston Texans anunciou algumas movimentações neste sábado: as chegadas do inside linebacker B.J. Bello e do safety Tyvis Powell, e as dispensas do receiver Isaac Whitney e do safety A.J. Hendy.

– O Green Bay Packers anunciou que trouxe o running back Darrin Hall, um calouro não-draftado que teve passagens pelo Cleveland Browns e Cincinnati Bengals, e que dispensou o guard Larry Williams.

– No Dallas Cowboys, o defensive lineman Trysten Hill, selecionado na segunda rodada do draft, foi removido do campo de treinos, segundo Jane Slater, da ‘NFL Network’, mas foi apenas devido a cãibras.

– O Denver Broncos fechou com o tight end Moral Stephens e dispensou o punter Justin Vogel.

Comments
To Top