NFL

A.J. Green deve perder vários jogos da temporada regular; veja boletim de lesões

A.J. Green, wide receiver do Cincinnati Bengals

O prazo para retorno de A.J. Green aos gramados será mais longo do que o inicialmente esperado. Depois de sua cirurgia no tornozelo, realizada nesta terça-feira (30), o wide receiver do Cincinnati Bengals deve perder vários jogos da temporada regular de 2019.

A notícia foi dada em primeira mão pelo jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, e posteriormente confirmada pelo técnico Zac Taylor.

“Eu odeio colocar semanas nisso, mas estamos prontos para ele voltar quando ele se sentir saudável e pronto para jogar, e espero que não seja mais do que alguns jogos”, declarou o head coach da franquia de Ohio, segundo Paul Dehner Jr., do ‘The Athletic’.

Green passou pelo procedimento cirúrgico na manhã desta terça para limpar o tornozelo esquerdo que ele lesionou no treinamento do último sábado.

Antes da operação, era considerado que Green ainda tinha chances de estar em campo na estreia dos Bengals na temporada regular, contra o Seattle Seahawks. Mas, após exames mais detalhados, o wideout agora deve perder não apenas a semana 1, mas a parte inicial da campanha inicial do time.

Contudo, não se sabe quantos jogos ele terá que ficar afastado.

Depois do duelo fora de casa em Seattle, a equipe tem confrontos contra San Francisco 49ers, Buffalo Bills e Pittsburgh Steelers.

Assim, os Bengals vão começar a ‘era Zac Taylor’ com Tyler Boyd e John Ross como prováveis titulares na posição de wide receiver.

Além do impacto direto no campo, a lesão de Green também vai prejudicar as negociações entre o jogador e o time. Segundo Rapoport, a conversas de extensão de contrato entre Green e os Bengals serão “interrompidas” devido à contusão.

Vale lembrar que Green está entrando no último ano de seu contrato e deve faturar cerca de US$ 12 milhões de salário-base em 2019.

Essa é a segunda temporada consecutiva em que Green vai perder mais de um jogo devido aos problemas físicos. Em 2018, o astro perdeu sete jogos por causa de uma lesão no dedo do pé direito.

Confira mais notícias dos departamentos médicos ao redor da NFL nesta terça (30):

– No Kansas City Chiefs, o wide receiver Tyreek Hill sofreu uma lesão no quadríceps durante os treinos desta terça, mas ele deve ficar bem. A informação é do jornalista Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana.

Hill foi atingido pelo cornerback Bashaud Breeland, que estava defendendo um passe, e ficou no chão depois de sair mancando até uma tenda médica. Após ser examinado, ele foi removido de campo no carrinho-maca.

Três vezes selecionado ao Pro Bowl, Hill recebeu 87 passes na temporada 2018, ficando em quarto na NFL com 1.479 jardas recebidas e 12 touchdowns. Segundo o ESPN Stats & Information, Hill teve média de 14,95 jardas por toque na última temporada, maior taxa da liga entre jogadores que tocaram na bola oval pelo menos 100 vezes.

Também nos Chiefs, o right tackle Mitchell Schwartz está sendo avaliado dia a dia devido aos espasmos nas costas. Ele saiu do treinamento de segunda mais cedo e segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, o problema não parece ser preocupante.

– O Baltimore Ravens anunciou nesta terça que o wide receiver Marquise ‘Hollywood’ Brown, selecionado pela franquia na primeira rodada do draft deste ano, passou em seu teste físico e está pronto para treinar.

Brown estava afastado com uma lesão no pé e foi colocado na lista de lesionados por razões não-relacionadas ao futebol americano (NFI list) no dia 18 de julho. O recebedor passou em seu teste de condicionamento na semana passada, na abertura do camp dos Ravens, mas ainda precisava passar no teste físico.

– O Seattle Seahawks, que já está com poucas opções em sua linha defensiva, terá que lidar com uma lesão com L.J. Collier. O defensive end, calouro selecionado na primeira rodada, sofreu o que parece ser uma forte entorse no tornozelo durante o treino desta terça. A informação é de Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

Rapoport acrescentou que Collier deve perder toda a pré-temporada por causa da contusão.

Collier foi removido de campo durante a sessão desta terça no training camp e parecer estar sentindo muitas dores. Segundo Gregg Bell, do ‘The News Tribune’, um porta-voz dos Seahawks anunciou que o pass rusher estava sendo avaliado com mais detalhes e que uma atualização imediata não sairia. O time de Seattle não treina nesta quarta.

Selecionado com a 29ª escolha geral do draft de 2019, Collier deve ser uma peça importante do front seven titular da equipe, especialmente com o defensive tackle Jarran Reed tendo pegado uma suspensão de seis jogos.

– No Indianapolis Colts, o quarterback Andrew Luck ficou fora da sessão de treinos desta terça. O técnico Frank Reich disse aos repórteres que Luck não vai participar dos próximos dois treinamentos e descartou o signal caller para o primeiro compromisso da equipe na pré-temporada.

“(Luck) não estava pronto para dar o próximo passo”, frisou o head coach, segundo Kevin Bowen, da ‘107.5 The Fan’.

Reich observou que Luck não vai atuar na semana 1 da pré-temporada, no dia 8 de agosto, contra o Buffalo Bills, mas ressaltou que esse sempre foi o planejamento.

Uma lesão persistente na panturrilha tem incomodado Luck nos últimos três meses. Segundo Tom Pelissero, da ‘NFL Network’, não há mais consultas médicas, exames ou cirurgias marcadas para o QB dos Colts.

“A natureza disso é uma distensão na panturrilha. E eu digo a parte inferior da perna porque sinto dores na região do tornozelo e na panturrilha. Eu tive exames de imagem e raios-x e meu Aquiles não está sob um risco extra. Não há ruptura ou inchaço lá ou qualquer coisa que esteja indicada”, frisou Luck.

– No Tennessee Titans, o running back Derrick Henry está com um problema no músculo da panturrilha que pode deixá-lo afastado por duas semanas, segundo Adam Schefter, da ‘ESPN’ norte-americana.

Ainda que Henry esteja utilizando uma bota protetora, uma fonte disse que a lesão não é considerada séria e o time apenas está sendo cauteloso. O técnico Mike Vrabel disse na última segunda que ele não gosta de colocar prazos em lesões porque cada situação é levada de uma maneira diferente.

Ha Ha Clinton-Dix está liberado para o training camp. O safety, adquirido pelo Chicago Bears nesta free agency, foi removido da lista de jogadores sem condições físicas de desempenhar (PUP list), juntamente com o offensive lineman T.J. Clemmings (joelho), como anunciou o time nesta terça.

Clinton-Dix entrou na lista depois de sofrer uma entorse no joelho no final do programa de offseason da franquia de Illinois. Contudo, nunca houve um pessimismo de que o safety iria perder a semana 1 da temporada 2019.

– No New York Giants, o wide receiver Sterling Shepard treinou utilizando uma camisa amarela e luvas em ambas as mãos durante as atividades coletivas nesta terça. Foi o primeiro treino do recebedor desde que ele sofreu uma fratura no polegar na semana passada.

– No Tampa Bay Buccaneers, o wide receiver Mike Evans foi retirado do campo antes do final do treino, mas o técnico Bruce Arians confirmou posteriormente que o astro estava apenas sofrendo com cãibras na perna.

– O wide receiver Jamison Crowder (pé) foi liberado clinicamente e deve voltar aos treinos nesta quarta, como anunciou o New York Jets. Crowder saiu da atividade da última segunda.

– No Miami Dolphins, o running back Kalen Ballage saiu do treinamento desta terça depois de sofrer um forte contato. Ele está surgindo como um potencial titular para o início da temporada 2019.

– No San Francisco 49ers, o defensive back Jimmie Ward foi ativado da lista de jogadores sem condições físicas de desempenhar (PUP list).

Também nos Niners, o defensive end Dee Ford saiu do treino com lesões no quadríceps e no dedo da mão, segundo MJ Acosta, da ‘NFL Network’.

– No Dallas Cowboys, o linebacker Chris Covington (músculo posterior da coxa) foi removido da lista de lesionados por razões não-relacionadas ao futebol americano (NFI list) e resumiu suas atividades no training camp.

– O Arizona Cardinals anunciou que o linebacker Dante Booker, um calouro não-draftado será removido da lista de jogadores sem condições físicas de desempenhar (PUP list). Ele foi colocado nesta lista no dia 20 de julho.

Comments
To Top