NFL

Goodell: conexão entre CTE e futebol americano é consistente com nossa posição

(Crédito: reprodução)

(Crédito: reprodução)

Em sua entrevista coletiva durante a conclusão do encontro anual de proprietários da National Football League, o comissário Roger Goodell falou abertamente sobre o tema das doenças cerebrais e afirmou que a possível conexão entre encefalopatia traumática crônica (CTE, em inglês) e o futebol americano é “consistente com nossas posições ao longo dos anos”.

Recentemente, Jeff Miller, vice-presidente sênior da NFL, declarou com todas as letras em um congresso que há “certamente” uma conexão entre a doença cerebral e o futebol americano. Antes disso, nenhum oficial da liga havia feito uma afirmação tão clara em relação ao assunto.

Na última terça-feira (22), Jerry Jones, proprietário do Dallas Cowboys, voltou a chamar a atenção com suas declarações e falou que qualquer sugestão de uma ligação confirmada entre CTE e o futebol americano é “absurda”.

Goodell, ao ser perguntado sobre a afirmação de Jones, foi evasivo.

“A coisa mais importante para nós é apoiar a medicina e os cientistas que determinaram quais são essas conexões. Nós achamos que as declarações que foram feitas por Miller e outros têm consistência com nossa posição ao longo dos anos. Nós realmente temos financiado esses estudos. Então não estamos somente cientes deles e os reconhecemos, mas também apoiamos esses estudos. Muitas das pesquisas estão engatinhando, mas estamos tentando encontrar forma de acelerar isso”, apontou o comissário da NFL.

Segundo Roger Goodell, os proprietários da liga aprovaram nesta semana um financiamento para “pesquisas adicionais”, mas o mandatário da National Football League não deu mais detalhes sobre o assunto.

Em relação à questão da segurança dos jogadores, Goodell mencionou, por exemplo, a mudança da linha de touchback de 20 para 25 jardas como uma maneira de reduzir os kickoff, lances que costumam causar pancadas na cabeça com maior frequência, como uma evidência da preocupação da liga com os traumas cerebrais. Durante esta semana, a liga também demonstrou novas tecnologias para capacetes e campos de jogo mais macios.

“Há mudanças tecnológicas empolgantes que eu acho que vão tornar nosso esporte mais seguro. Estamos avançando nisso. Estamos encaminhando isso. Então nossa visão é a de tentar continuar a fazer isso. Vamos dar apoio à ciência e à medicina e permitir que eles tomem essas decisões, tentando ver o que podemos fazer para apoiar e avançar com isso”, observou.

Confira outros tópicos abordados por Roger Goodell em sua coletiva:

– Johnny Manziel: sobre as acusações de o ex-quarterback do Cleveland Browns ter agredido sua ex-namorada, o comissário frisou que “essas investigações estão em andamento” e notou que a liga ainda precisa chegar a uma conclusão satisfatória sobre o assunto.

– Fim de sua autoridade disciplinar: após uma reportagem da imprensa norte-americana que afirma que a NFLPA (associação dos jogadores) e a NFL estão negociando um acordo para retirar a autoridade disciplinar das mãos de Roger Goodell, o comissário afirmou:

“Não vamos negociar posições publicamente. Eu também tenho sido muito aberto nos últimos anos que tivemos debates sobre o processo disciplinar por décadas. Começamos depois que assinamos nosso acordo coletivo de trabalho em 2011 para discutir como podemos modificar o plano existente e estamos sempre abertos a isso. Não estamos nem perto de um acordo de qualquer forma imaginável”.

– Punição ao Atlanta Falcons: Goodell frisou que não antecipa qualquer punição aos Falcons após um dos treinadores do time perguntar a um prospecto durante o scouting combine sobre sua orientação sexual.

“Nós passamos um bom tempo falando disso nesta semana. Conversei com Dan Quinn (técnico dos Falcons). Eu conversei também com o treinador envolvido neste assunto. Acho que os Falcons, como uma organização – Dan Quinn como técnico principal e o treinador que está envolvido – tomaram posse desta questão, reconheceram o erro que foi cometido e tomaram os passos necessários para educar a todos”, falou.

– Reintegração de Josh Gordon: o wide receiver do Cleveland Browns já entrou com o pedido de reintegração e agora aguarda a resposta da NFL. Sobre o assunto, Roger Goodell disse que planeja receber uma atualização de seu staff “na semana que vem, por aí”, e o comissário anunciou que nenhuma decisão foi tomada ainda.

– Chargers potencialmente ficando em San Diego: “eles não precisam submeter uma proposta de estádio. Estamos, obviamente, acompanhando os Chargers em relação à sua alternativa no centro e continuamos a dialogar com a cidade também. Isso é algo que vai se desenrolar na comunidade por alguns meses ainda. Vamos tentar exercer qualquer função em que possamos ser produtivos. Nós achamos que seria ótimo uma nova instalação construída em San Diego”.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top