NFL

Chris Godwin não deve mais atuar em 2019; veja boletim de lesões

Chris Godwin, wide receiver do Tampa Bay Buccaneers

Mais notícias ruins para o Tampa Bay Buccaneers em seu corpo de wide receivers. E pela segunda semana consecutiva. Chris Godwin sofreu uma lesão no músculo posterior da coxa durante a vitória sobre o Detroit Lions por 38 a 17 e não se sabe se ele poderá atuar mais na temporada 2019.

A informação é de Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, que acrescentou que o wideout ainda passará por uma ressonância magnética nesta terça.

A notícia se dá sete dias depois que a gravidade da lesão no músculo posterior da coxa do wide receiver Mike Evans foi descoberta. Ele foi descartado para o restante da temporada 2019.

O técnico Bruce Arians disse aos repórteres no último domingo que a lesão de Godwin “não parece boa”, que é o mesmo que ele disse sobre a contusão de Evans, pouco antes de a franquia colocá-lo na injured reserve.

Chris Godwin vinha melhorando desde a temporada 2018, mas o recebedor teve seu melhor ano mesmo em 2019. Em 14 jogos como titular na atual temporada até agora, ele fez 86 recepções para 1.333 jardas e nove touchdowns.

Ele é atualmente o segundo na NFL em jardas recebidas e deve conquistar sua primeira seleção para o Pro Bowl, jogo das estrelas da liga.

Em 46 jogos na carreira até agora, que está em sua terceira temporada, Chris Godwin soma 179 recepções para 2.700 jardas e 17 touchdowns.

Confira mais notícias de lesões ao redor da NFL nesta segunda (16):

– No Kansas City Chiefs, uma ressonância magnética confirmou que o defensive end Alex Okafor sofreu uma ruptura no músculo peitoral durante a vitória sobre o Denver Broncos. A informação foi confirmada por Josina Anderson, da ‘ESPN’ norte-americana.

Okafor se lesionou enquanto aplicava um sack em cima do quarterback Drew Lock. Ele saiu imediatamente da partida e não retornou.

Ele soma cinco sacks nesta temporada, quarta melhor marca dos Chiefs. O terceiro na lista é Emmanuel Ogbah, com 5,5 sacks, mas ele também está fora do restante da temporada depois de igualmente romper o músculo peitoral no mês passado.

– No Minnesota Vikings, o running back Dalvin Cook não conseguiu jogar até o final da vitória sobre o Los Angeles Chargers, neste domingo. Mas parece que ele estará à disposição para o duelo importante na semana 16 contra o Green Bay Packers, no Monday Night Football.

O técnico Mike Zimmer indicou aos repórteres nesta segunda que a lesão no ombro de Cook é uma com a qual o RB pode jogar.

“Sim, está bem hoje. Ainda é muito cedo, mas o dia extra ajuda. Nós apenas temos que ver como a semana se desenrola.

Cook atuou em apenas 26 snaps ofensivos no domingo e pareceu estar sentindo muitas dores após machucar o ombro no terceiro quarto. Ele foi rapidamente descartado para o restante do duelo.

– O Houston Texans continua mantendo a esperança de que J.J. Watt possa retornar ao time durante os playoffs. Vale lembrar que o pass rusher sofreu uma ruptura no músculo peitoral mais cedo nesta temporada.

O técnico Bill O’Brien foi questionado nesta segunda sobre o defensive lineman potencialmente retornando da injured reserve.

“J.J. está trabalhando muito, muito duro. Ele certamente fez progressos com base em sua ética de trabalho e com quem ele está trabalhando dentro da academia. Vamos ver como será”, falou o head coach, segundo Aaron Reiss, do ‘The Athletic’.

O jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, apurou mais cedo neste mês que os Texans estão guardando sua segunda vaga de retorno da injured reserve para Watt e já otimismo de que o três vezes eleito Jogador Defensivo do Ano da NFL possa retornar ao time. Rapoport até acrescentou que uma volta na semana 17 chega a ser considerada.

– O Seattle Seahawks está tendo que lidar com lesões importantes. O linebacker Bobby Wagner e o safety Quandre Diggs estão sofrendo com lesão no tornozelo, como disse o técnico Pete Carroll nesta segunda. Uma é mais severa do que a outra, ao que parece, já que o head coach acrescentou que “não sabemos” quão grave é a lesão de Diggs, mas também não pareceu satisfeito.

O jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, apurou que os Seahawks devem ficar sem Diggs para o jogo de domingo contra o Arizona Cardinals.

Wagner, contudo, “vai tentar ignorar isso como uma lesão”, como disse Carroll à ‘ESPN 710’.

– No Philadelphia Eagles, o técnico Doug Pederson disse que o tackle Lane Johnson (tornozelo) será avaliado dia a dia, assim como o wide receiver Nelson Agholor (joelho), o running back Jordan Howard (ombro) e o defensive end Derek Barnett (tornozelo). O head coach acrescentou que Johnson não vai treinar no início da semana.

– No New York Giants, o técnico Pat Shurmur disse que o time terá “apenas que ver” como estará o quarterback calouro Daniel Jones, que continua a se recuperar de uma contusão no tornozelo. E o cornerback calouro Deandre Baker (joelho) estará “totalmente pronto” nesta semana, de acordo com o head coach.

– No Carolina Panthers, o tight end Greg Olsen disse nesta segunda que ele foi liberado do protocolo de concussão.

– No Dallas Cowboys, o técnico Jason Garrett disse aos repórteres que o quarterback Dak Prescott tem uma “pequena lesão” no dedo indicador da mão direita.

– No Baltimore Ravens, o left tackle Ronnie Stanley segue no protocolo de concussão da NFL, segundo o técnico John Harbaugh. Stanley ficou fora da vitória sobre o New York Jets, no último Thursday Night Football.

– O Detroit Lions colocou o defensive tackle Mike Daniels (braço) na injured reserve e ele não vai mais atuar nesta temporada.

– No Atlanta Falcons, o pass rusher Takkarist McKinley vai perder os últimos dois jogos da temporada 2019 devido a uma lesão no ombro. McKinley informou via Twitter que ele passará por cirurgia no local também.

– O New Orleans Saints divulgou os seguintes inativos para o Monday Night Football contra o Indianapolis Colts: o cornerback Patrick Robinson, o safety Vonn Bell, o linebacker Kiko Alonso, o guard Andrus Peat, o defensive end Noah Spence, o offensive lineman Michael Ola e o tackle Ethan Greenidge.

– No Indianapolis Colts, o wide receiver T.Y. Hilton, que perdeu os últimos dois jogos com uma lesão na panturrilha, vai atuar no Monday Night Football contra o New Orleans Saints.

Atualmente com 30 anos de idade, Hilton lutou contra lesões e perdeu cinco dos últimos seis jogos dos Colts. Em sete jogos nesta temporada, o wideout soma 35 recepções para 378 jardas e cinco touchdowns.

Os Colts divulgaram os seguintes inativos para o Monday Night Football contra o New Orleans Saints: o offensive lineman Le’Raven Clark, o guard Jake Eldrenkamp, o quarterback Chad Kelly, o cornerback Kenny Moore II, o linebacker E.J. Speed, o tight end Ross Travis e o wide receiver Chad Williams.

Durante a derrota por 34 a 7 para os Saints, o cornerback Quincy Wilson lesionou o ombro no terceiro quarto e não retornou à partida.

Comments
To Top