NFL

GM dos Seahawks diz que não houve malícia ao não relatar lesão de Richard Sherman

John Schneider, general manager do Seattle Seahawks

(Crédito: Twitter/reprodução)

John Schneider, general manager do Seattle Seahawks, garantiu que o time não estava agindo de maneira maliciosa quando falhou ao não relatar a lesão ligamentar de Richard Sherman no relatório de lesões da franquia durante a segunda metade da temporada 2016.

“Pete (Carroll) falou em uma coletiva de imprensa ao final da temporada e, francamente, ele estava defendendo os diferentes obstáculos, contusões e problemas que Richard teve. Acho que é por isso que avançaram com isso. Mas sentimos que não fizemos nada de malicioso”, falou o dirigente, nesta quinta-feira (26), em entrevista à rádio ‘Sirius XM NFL’.

Durante uma participação na ‘710 ESPN Seattle’, após o término de temporada para os Seahawks, o técnico principal Pete Carroll revelou que o cornerback estava lidando com uma lesão no joelho “significativa”, mas o problema não foi registrado no relatório de lesões do time porque o defensor não perdeu treinos nem jogos por causa do problema.

Segundo Chris Mortensen, jornalista da ‘ESPN’ norte-americana, a NFL está considerando retirar uma escolha de segunda rodada do draft da equipe por ter violado a política de relatório de lesões da liga.

Sherman foi listado no relatório de lesões em 11 das 12 últimas semanas da temporada, incluindo os playoffs, mas em dez dessas situações em que ele perdeu treinamentos a franquia descreveu a razão como “não relacionada a uma lesão”. Antes do jogo da semana 12 da temporada regular, o camisa 25 foi listado com uma contusão no tornozelo, mas o problema no joelho jamais foi mencionado.

“Obviamente é algo sobre o qual eu realmente não posso falar muito, mas sentimos que não fizemos nada que estava forma da norma ou tentando burlar quaisquer regras de qualquer maneira que seja”, frisou Schneider. “Todos os médicos vão dizer que você deve administrar o jogador e não a ressonância magnética, ou o paciente e não a ressonância magnética, e foi isso que fizemos. Ele nunca foi desfalque; ele estava completamente ciente quanto a isso”, completou.

A regra da NFL que os Seahawks teriam violado determina que “se qualquer jogador tem uma lesão significativa ou notável, ela deve ser listada no relatório de treinamento, mesmo que ele participe completamente e o time espere que ele vá jogar no próximo jogo da equipe”.

A National Football League já retirou a escolha de quinta rodada do draft dos Seahawks por violações repetidas da política de atividades de offseason da liga. Se a NFL decidir que o time de Seattle deve perder a escolha de segunda rodada do draft por causa deste caso envolvendo Sherman, seria uma elevação na punição anterior, o que significa que Seattle receberia a escolha de quinta rodada de volta, de acordo com Mortensen.

Nesta semana, em entrevista à ‘ESPN’, Sherman afirmou que a possível punição seria “um pouco dura”.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top