NFL

GM dos Raiders comemora fim de necessidade de implorar para free agents

(Crédito: Youtube/reprodução)

(Crédito: Youtube/reprodução)

Nos últimos anos (e bota anos nisso), o Oakland Raiders era tratado como uma verdadeira piada quando chegava a época da free agency e também do draft, muito por causa de escolhas erradas e contratações equivocadas. Em 2016, a franquia começou a deixar essa história para trás.

Até o momento, os Raiders foram, ao menos no papel, um dos times que melhor contrataram nesta primeira semana de mercado. E o general manager Reggie McKenzie está celebrando o que pode ser o começo de uma nova era na organização.

“É bom ver as pessoas nos chamarem e nem sempre ter que implorar. Eu acho que as pessoas podem ver o que estamos fazendo. Acho que nossos jogadores estão mostrando em campo e eles falam uns com os outros. Tivemos um monte de caras atuando no Pro Bowl. É uma forte fraternidade na NFL. Os caras interagem”, declarou o dirigente, em entrevista ao ‘Bay Area News’.

Nesta última semana, o Oakland Raiders contratou o guard Kelechi Osemele, o linebacker Bruce Irvin e o cornerback Sean Smith, três nomes de qualidade que vão se juntar a uma equipe que já conta com talentos como o quarterback Derek Carr, o defensive end Khalil Mack e o wide receiver Amari Cooper.

O general manager da franqua californiana frisou que os três contratados eram nomes que o time já estava mirando na free agency.

O safety Charles Woodson, que se aposentou ao final da temporada 2015, e que defendeu nos últimos três anos de sua carreira, além de nas primeiras oito temporadas de sua trajetória profissional, se disse contente com a direção na qual os Raiders estão indo.

“Você olha o que está acontecendo na free agency neste momento, caras querendo vir para cá e jogar. Você tem que se sentir bem com essa direção. Mark Davis, Reggie, juntamente com Jack (Del Rio, técnico), eles estão trabalhando juntos para assegurar que essa organização seja o que costumava ser e ter o respeito que tinha. Vai ser divertido assisti-los”, analisou Woodson.

Ao que parece, “playoffs” não é uma palavra mais tão distante para o torcedor do Oakland Raiders.

Comments
To Top