NFL

GM dos Jaguars admite que Tom Coughlin é um candidato para vaga de técnico

Tom Coughlin, ex-técnico da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

Dave Caldwell, general manager do Jacksonville Jaguars, concedeu uma entrevista coletiva bem interessante nesta segunda-feira (19), quando ele anunciou Doug Marrone como técnico interino da franquia, um dia depois da demissão de Gus Bradley. E o executivo falou sobre um dos nomes cotados para assumir o cargo de head coach em 2017.

Tom Coughlin, que treinou o New York Giants de 2004 a 2015 e o próprio Jacksonville Jaguars de 1995 a 2002, é um dos cotados para assumir a vaga deixada em aberto por Bradley e voltar à franquia da Flórida. E Caldwell não ficou em cima do muro ao ser questionado especificamente sobre o nome do atual ex-técnico.

“Tom Coughlin é alguém com quem estamos interessados em conversar”, declarou o general manager. “Ele tem mais experiência do que eu mesmo ou qualquer outro treinador que temos neste prédio e ele é um grande indivíduo. Eu acho que você sempre pode aprender com as pessoas”, completou.

Coughlin já não é mais nenhum menino e vai completar 71 anos no próximo mês de agosto, mas ele admitiu recentemente que amaria retornar às laterais dos gramados da NFL. Atualmente, ele ocupa um cargo consultivo no escritório da National Football League.

Em oito temporadas nos Jaguars, Coughlin somou 68 vitórias e 60 derrotas, com quatro classificações aos playoffs. Já em 12 temporadas nos Giants, foram 102 vitórias e 90 derrotas em temporadas regulares, com dois títulos de Super Bowl neste ínterim.

O ‘NFL.com’ conversou com Kevin Gilbride, homem de confiança de Coughlin, e mesmo sem ele saber dos planos do parceiro, ele nota que a vaga nos Jaguars é uma das que podem motivar o treinador a sair da aposentadoria.

“Eu sei que, com a especulação pública, ele certamente disse que deseja voltar e blá blá blá. Ele realmente quer voltar ou quer manter a possibilidade de voltar em aberto? Muitos caras apenas gostam de ser assunto, permanecerem relevantes. Eu não acho que esse é o caso de Tom. Mas é lisonjeiro ele ser mencionado”, afirmou Gilbride, que trabalhou por dois anos como coordenador dos Jaguars e foi membro da comissão técnica dos Giants por 10 anos, como coordenador ofensivo e treinador de quarterbacks.

Gilbride notou que, quem quer que seja o novo técnico dos Jaguars, ele precisará montar uma comissão técnica ofensiva com experiência para ajudar a corrigir os erros do quarterback Blake Bortles. Kevin Gilbride afirmou que o líder de ataque pareceu “absolutamente horrível” em algumas oportunidades neste ano.

Segundo informações de Michael Silver, da ‘NFL Network’, apurou com fontes nesta segunda que Coughlin chegou a se oferecer para fazer parte da comissão técnica de Bradley antes da temporada 2016.

Caldwell também assegurou que o próximo técnico dos Jaguars não será obrigado a utilizar Blake Bortles.

“Não haverá nenhuma regra fixa para ninguém que chegar. Eu acho que não há nenhum intocável nesta organização, incluindo eu e qualquer jogador, não importa como eles chegaram aqui, se foi através de uma escolha alta de draft ou de um contrato caro”, ressaltou Caldwell.

Apesar da afirmação, o general manager defendeu o quarterback de 24 anos de idade.

“Eu ainda acredito muito em Blake. Mas o treinador terá muito peso na hora de decidir quem será o quarterback”, assegurou o dirigente.

Por enquanto, Bortles segue como titular do ataque para o jogo de domingo (25) contra o Tennessee Titans. Doug Marrone, inclusive, falou que está permanecendo com Blake.

Comments
To Top