NFL

Gary Kubiak minimiza briga de vestiário entre jogadores do Denver Broncos

Gary Kubiak, técnico do Denver Broncos

(Crédito: Twitter/reprodução)

O técnico Gary Kubiak, do Denver Broncos, referiu-se à discussão acalorada entre o left tackle Russell Okung e o cornerback Aqib Talib, além de outros jogadores do grupo, como um produto da “frustração”, depois que o time perdeu para o New England Patriots por 16 a 3, e o comandante da franquia do Colorado assegurou que “não há divisão” entre o ataque e a defesa do time.

Após o revés para o rival de Foxborough, no último domingo (18), o técnico teve que intervir na discussão e, segundo o ‘NFL.com’, um atleta dos Broncos que não foi identificado na reportagem chamou o incidente de “clássica” divisão entre ataque e defesa.

“Defensivamente, eles devem se sentir muito bem em relação a eles mesmos e a como jogaram. Ofensivamente, nós precisamos olhar e dizer: ‘poxa, fizemos algumas coisas boas, (mas) deveríamos ter marcado alguns pontos”, falou o head coach. “Essa é uma grande equipe contra a qual jogamos (New England Patriots). Nós jogamos bem o suficiente na defesa para termos a oportunidade de batê-los, mas não jogamos suficientemente bem ofensivamente para fazer isso”, prosseguiu o comandante.

O ataque dos Broncos não foi capaz de anotar um touchdown sequer na partida e converteu apenas duas de 12 situações de terceira descida. O time também teve cinco ‘three and outs’ consecutivos na segunda metade do confronto.

Ao ser questionado se achava que havia uma divisão no vestiário de seu time, Kubiak foi enfático na resposta.

“Eu nunca deixaria que houvesse divisão, nunca deixaria isso acontecer. Se eu não visse caras lá dentro sangrando, trabalhando e lutando uns com os outros, esse tipo de coisa, não seria futebol americano. Isso não me incomoda”, observou. “Isso faz parte do esporte. Não há ninguém se sentindo bem hoje (segunda). Alguns jogaram melhores do que outros? Sim, esse é o caso em todas as semanas no futebol americano. Nós temos que nos reagrupar. Temos que melhorar. Temos que ir para a estrada para um bom jogo. Não há tempo para sentir pena de si mesmo, mas sempre há tempo para ser honesto consigo mesmo”, pontuou Kubiak.

Russell Okung deixou claro que ele e Aqib Talib conversaram para aparar as arestas.

“Você tem dois caras que são muito emotivos, muito competitivos, que realmente querem o que é o melhor para o time. Não é um grande problema. No final das contas, nós todos queremos a mesma coisa, que é vencer jogos”, falou o offensive tackle. “Nós nos falamos, nós definitivamente fizemos as pazes, tivemos uma discussão e acabou. Acabou, está resolvido e estamos prontos para seguir em frente”, garantiu Okung.

Gary Kubiak, que tem experiência de 32 anos como jogador e treinador na National Football League, afirmou que os dois não precisavam resolver nada.

“Eles não precisavam. Não é grande coisa. Eu estive em vestiários da NFL em mais de 400 vezes. Não foi nada. Foi frustração por termos perdido um jogo”, minimizou o técnico do Denver Broncos.

Comments
To Top