NFL

Gary Kubiak anuncia oficialmente sua aposentadoria como técnico na NFL

Gary Kubiak, técnico da NFL

(Crédito: Instagram/reprodução)

O técnico Gary Kubiak oficialmente se afastou da função de técnico do Denver Broncos, como o time e o próprio treinador anunciaram nesta segunda-feira (2).

O anúncio se dá um dia depois de o head coach informar no vestiário aos seus jogadores, logo após a vitória por 24 a 6 sobre o Oakland Raiders, que estava deixando a função por motivos de saúde.

“Como eu disse ao nosso time na noite passada, esta é uma decisão extremamente difícil de sair do cargo de técnico. Eu amo trabalhar e amo o futebol americano, mas, em última análise, as exigências do trabalho já não se ajustam bem para mim”, falou Kubiak em comunicado. “Eu dei tudo o que tinha para este time nas últimas duas temporadas, mas este ano, em particular, foi difícil para mim. Por mais difícil que seja deixar essa posição, eu sei que é a melhor coisa para mim, para minha família e para o Denver Broncos”, prosseguiu.

Kubiak havia dito a um pequeno grupo de funcionários da equipe sobre sua decisão no início da última semana, mas ele não falou nada aos jogadores e à comissão técnica até o final da temporada regular, neste domingo (1).

“Quando Gary me informou de sua decisão de deixar o cargo de técnico, fiquei obviamente entristecido e desapontado. Mas eu entendo e respeito Gary por fazer o que é certo para ele e para sua família”, afirmou John Elway, vice-presidente executivo de operações e general manager do Denver Broncos. “Desde o momento em que ele foi contratado como treinador, Gary trabalhou para tirar o máximo dos jogadores para levar esta equipe ao topo. Ele deu tudo o que tinha, e ganhamos muitos jogos ao longo do caminho. A maneira como Gary liderou o time e lidou com uma situação desafiadora durante nossa caminhada até o Super Bowl foi um dos melhores trabalhos de treinador que eu já vi”, observou o executivo.

Atualmente com 55 anos de idade, Kubiak foi diagnosticado com uma condição complexa de enxaqueca nesta temporada, o que até exigiu uma ida ao hospital, e em 2013, ainda como técnico do Houston Texans, o comandante sofreu um mini AVC. Com os problemas de saúde recentes, ele achou melhor priorizar outras coisas na vida.

Depois do jogo deste domingo, vários jogadores abraçaram Kubiak no vestiário.

“É definitivamente triste vê-lo partir. Nós ganhamos o Super Bowl com ele. É triste”, falou o cornerback Chris Harris Jr.

No total, Gary Kubiak passou 22 anos com os Broncos, incluindo nove como jogador, 11 como coordenador ofensivo na comissão de Mike Shanahan e os últimos dois como técnico principal. Ele obteve 21 vitórias e 11 derrotas nestas duas temporadas e levou o time à conquista do Super Bowl 50, quando a franquia do Colorado derrotou o Carolina Panthers.

Em 10 temporadas como head coach na NFL, o retrospecto foi de 82 vitórias e 75 derrotas. Além do Super Bowl 50, como treinador principal, Kubiak também venceu os Super Bowls XXIX, XXXII e XXXIII como assistente.

“Eu fui abençoado por passar mais de duas décadas com os Broncos trabalhando para o Sr. Bowlen e em uma grande organização de cima para baixo. Eu sou eternamente grato a este time, em particular a John Elway e Joe Ellis, por me darem a oportunidade de servir como técnico principal. Há inúmeros outros para agradecer, incluindo jogadores, treinadores, equipe pessoal, preparadores, pessoal de apoio e a torcida”, frisou. “Embora não tenhamos atingido nossas metas neste ano, estou orgulhoso de nossos times nas últimas duas temporadas. Ajudar a trazer o terceiro Super Bowl para o Sr. Bowlen, para sua família e para esta organização é algo que sempre será muito especial para mim. Eu não tenho certeza do que o futuro reserva para mim, mas sei que sempre vou me considerar um Bronco. Este time está em boas mãos com um monte de pessoas de destaque e eu espero grandes coisas pela frente para o Denver Broncos”, finalizou Gary Kubiak.

Segundo Ian Rapoport, do ‘NFL.com’, Vance Joseph, atual coordenador defensivo do Miami Dolphins, e Kyle Shanahan, coordenador ofensivo do Atlanta Falcons e filho do ex-técnico dos Broncos Mike Shanahan, são dois candidatos cotados para substituir Kubiak.

Comments
To Top