NFL

Larry Fitzgerald vai atuar na temporada 2020; veja mais movimentações/lesões

Larry Fitzgerald, wide receiver do Arizona Cardinals

E o incansável Larry Fitzgerald não quer mesmo parar. O wide receiver, um futuro Hall of Famer, fechou um contrato de um ano de duração com o Arizona Cardinals nesta quarta-feira (15) e vai atuar em sua 17ª temporada na National Football League em 2020.

Todas com a camisa dos Cardinals.

A franquia de Glendale anunciou o acordo de maneira oficial, mas não revelou os detalhes financeiros. Contudo, o jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, apurou que o contrato tem valor de US$ 11 milhões, contendo incentivos por produtividade.

Se quer ter uma ideia de como a notícia foi recebida em Arizona, basta conferir o vídeo abaixo.

O jogador também celebrou o acerto via Twitter.

Atualmente com 36 anos de idade, Fitzgerald atualmente é o segundo na história da liga em jardas recebidas (17.083) e recepções (1.378), atrás apenas do Hall of Famer Jerry Rice, considerado o maior WRs de todos os tempos.

Fitzgerald também é o sexto na lista de recepções para touchdown, com 120, e está apenas oito atrás do quinto colocado Marvin Harrison, que também é membro do Hall da Fama do Futebol Americano Profissional (PFHOF).

O wideout astro dos Cards foi o único WR em atividade a ser nomeado para o All-Time Team da NFL, em dezembro.

A aposentadoria de Fitzgerald tem sido um tópico de conversas ao final de cada temporada nos últimos anos, mas o wideout sempre deu a mesma resposta basicamente. Ele deu um tempo ao final de cada campeonato para avaliar sua saúde mental e física para só então decidir se continuaria no futebol americano profissional.

Fitzgerald também vem dizendo há tempos que deseja se aposentar sem pompa, tendo preferência por pendurar as chuteiras de maneira silenciosa, sem uma turnê de despedida. Em 2020, essa aposentadoria não se concretizará.

Mesmo com a idade avançada para um jogador da NFL, o camisa 11 segue sendo muito produtivo. Em 16 partidas na temporada 2019, ele somou 75 recepções para 804 jardas e quatro TDs.

Na coletiva de encerramento da temporada, o técnico Kliff Kingsbury rasgou elogios a Fitzgerald.

“Eu acho que ele está jogando tão bem quanto qualquer outro, honestamente. Você observa o que ele faz semana após semana, as pequenas coisas, os bloqueios e a resistência que ele traz para o lado ofensivo do futebol americano”, frisou o head coach. “Ele ainda está criando separação. Ele faz tudo isso”, completou.

E, se bem conhecemos esse monstro, ele vai continuar fazendo tudo em 2020.

Confira mais movimentações e notícias de lesões nesta quarta (15) ao redor da NFL:

– No Kansas City Chiefs, o defensive tackle Chris Jones segue de molho. O técnico Andy Reid disse aos repórteres nesta quarta que o jogador de linha defensiva não vai participar do treino desta quarta devido à mesma lesão na panturrilha que o tirou da vitória sobre o Houston Texans, na rodada de divisão dos playoffs da Conferência Americana (AFC).

E, a quatro dias da final da AFC contra o Tennessee Titans, Jones não é o único problema no departamento médico da franquia do Missouri.

O tight end Travis Kelce está lidando com uma lesão no músculo posterior da coxa e um problema no joelho. Apesar disso, ele treinou de maneira limitada nesta quarta, segundo James Palmer, da ‘NFL Network’. A quarta é um dia de atividades mais leves para o time antes de treinar a toda velocidade na quinta.

Reid também deixou claro que o running back LeSean McCoy (doença) e o quarterback Matt Moore (doença) não vão treinar. Os cornerbacks Morris Claiborne (ombro) e Kendall Fuller (joelho) treinaram normalmente.

– No Green Bay Packers, o técnico Matt LaFleur disse que o right tackle Bryan Bulaga, que ficou de molho durante a vitória sobre o Seattle Seahawks devido a uma doença, vai treinar nesta quarta. As atividades são mais leves para os Packers a quatro dias da final da Conferência Nacional (NFC) contra o San Francisco 49ers.

Bulaga apareceu no relatório de lesionados juntamente com outros atletas. O wide receiver Geronimo Allison (doença) não treinou, enquanto que o linebacker Preston Smith (tornozelo), o defensive lineman Kenny Clark (costas) e o wide receiver Allen Lazard (tornozelo) treinaram de forma limitada. O linebacker Blake Martinez (mão) e o safety Adrian Amos (peito) treinaram normalmente.

– No San Francisco 49ers, o técnico Kyle Shanahan disse que o linebacker Dee Ford não treinou, mas observou que esta é a mesma situação da semana passada, quando o pass rusher treinou de maneira limitada. Após voltar contra o Minnesota Vikings depois de se recuperar de uma ruptura no músculo peitoral que o tirou dos campos desde a semana 9, Kwon Alexander treinou de forma limitada, de acordo com Shanahan.

O tight end George Kittle não treinou nesta quarta devido às dores persistentes no tornozelo, mas ao que parece o torcedor da equipe californiana não precisa perder o sono. O astro será monitorado pela equipe ao longo da semana, mas sua disponibilidade para a final da NFC não está sob dúvida. A informação foi apurada por Steve Wyche, da ‘NFL Network’.

O head coach também disse que os running backs Tevin Coleman (cotovelo) e Raheem Mostert (panturrilha) treinaram normalmente. Ambos se lesionaram durante a vitória sobre o Minnesota Vikings.

– No Tennessee Titans, o wide receiver Adam Humphries retornou aos campos de treino pela primeira vez desde que lesionou o tornozelo contra o Indianapolis Colts no dia 1º de dezembro. Ele perdeu os últimos seis jogos, incluindo as vitórias surpreendentes dos Titans sobre o New England Patriots e o Baltimore Ravens nos playoffs.

O linebacker Jayon Brown, que perdeu o jogo da rodada de divisão da AFC contra os Ravens devido a uma contusão no ombro, também voltou aos treinos na esperança de poder atuar contra os Chiefs na final da AFC. Ele foi titular em 15 dos 18 jogos dos Titans.

O cornerback titular Logan Ryan foi a única ausência no treino. Ainda não se sabe qual foi o motivo para ele ter ficado de fora das atividades.

– No Denver Broncos, o wide receiver Courtland Sutton foi adicionado ao elenco da Conferência Americana (AFC) para o Pro Bowl nesta quarta. Ele teve uma segunda temporada muito boa na NFL, finalizando 2019 com 72 recepções para 1.112 jardas e seis touchdowns. Ele está substituindo o wide receiver DeAndre Hopkins, do Houston Texans, que perderá o jogo das estrelas devido a uma lesão.

– No Pittsburgh Steelers, o cornerback Joe Haden foi anunciado como uma adição ao time da AFC. Ele vai substituir Marcus Peters, do Baltimore Ravens. Haden somou cinco interceptações em 2019.

– No Baltimore Ravens, o offensive tackle Orlando Brown Jr. está indo ao Pro Bowl no lugar do tackle Trent Brown, do Oakland Raiders. Assim, Brown Jr. é o 13º membro dos Ravens a ser selecionado ao Pro Bowl nesta temporada.

– No Los Angeles Chargers, o defensive end Melvin Ingram está indo ao Pro Bowl no lugar no companheiro Joey Bosa. Será o terceiro Pro Bowl de Ingram.

– No New Orleans Saints, o fullback Zach Line anunciou sua aposentadoria pelo meio de seu perfil no Instagram. Um prospecto não draftado que entrou na liga em 2013, ele atuou no Minnesota Vikings em seus primeiros quatro anos na liga.

Atualmente com 29 anos de idade, Line atuou nas últimas três temporadas com a camisa dos Saints. Ele finaliza sua carreira na NFL com 20 recepções para 161 jardas, 36 corridas para 114 jardas e seis touchdowns totais.

 

Ver essa foto no Instagram

 

As I look back on the last seven seasons in the NFL I cannot help but to feel extremely proud. I have never bragged about my accomplishments, but knowing the odds and ignoring them, and choosing to instead believe in myself, my faith, and the support of my loving wife and family is something I am proud of. The decision to retire is NOT easy, which is true for most competitors. This decision is something I have prayed about and communicated with those that I love. The game of football will never leave me and I hope to share and teach the positive experiences I had along the way in the future. A HUGE thank you to all of my brothers, coaches and staff along the way, I love you guys. A HUGE thank you to the team that gave me my first shot @vikings and to the team that made football fun again @saints . Another HUGE thank you to the WHODAT Nation, there is nothing like it, my family loves you. The game is temporary, but in this business brotherhood and alliances are forever. A special thank you to @mckenzieline none of this was possible without you and I love you.

Uma publicação compartilhada por Zach Line (@zline48) em

– No Seattle Seahawks, o defensive lineman Quinton Jefferson sofreu uma fratura Jones padrão (quinto metatarso do pé) durante a derrota para o Green Bay Packers, na rodada de divisão dos playoffs da NFC, e ele vai passar por cirurgia com o renomado Dr. Robert Anderson. A informação é de Tom Pelissero, da ‘NFL Network’. Ainda segundo Pelissero, a recuperação deve ser de cerca de oito semanas.

Comments
To Top