NFL

Atlanta Falcons fecha extensão recorde com Julio Jones e AB nos Patriots; veja mais transações na NFL

Julio Jones, wide receiver do Atlanta Falcons

O Atlanta Falcons e o wide receiver Julio Jones chegaram a um acordo de extensão de contrato de três anos e o astro agora terá vínculo com a franquia até a temporada 2023 da National Football League.

O anúncio foi feito neste sábado (7).

A extensão tem valor de US$ 66 milhões, totalmente garantidos, com US$ 64 milhões sendo pagos imediatamente após a assinatura. As informações foram apuradas por Adam Schefter e Chris Mortensen, da ‘ESPN’.

Os US$ 22 milhões por temporada tornam Jones o WR mais bem pago da liga em média salarial.

“Eu amo esta cidade e estou comprometido em ser um Falcon por toda a vida”, falou Jones em comunicado.

Antes da renovação, Jones tinha dois anos e quase US$ 21 milhões remanescentes em seu acordo anterior.

O novo contrato torna Jones o wide receiver mais vem pago da NFL em termos de dinheiro garantido. O camisa 11 vai receber 97% do dinheiro na assinatura, ultrapassando o recorde anterior nesse quesito para um jogador que não é um quarterback (Trey Flowers, 74% do dinheiro).

“Há um punhado de recebedores de elite e Julio certamente faz parte desse grupo, não apenas por causa de sua produtividade em campo, mas também por sua liderança dentro e fora do vestiário. Julio tem sido uma pedra fundamental da nossa organização há vários anos e sempre pretendemos que isso continuasse por muitos anos”, falou o general manager Thomas Dimitroff, em nota oficial.

O novo acordo também significa que Jones, selecionado seis vezes para o Pro Bowl, estará tranquilo para a estreia contra o Minnesota Vikings.

Arthur Blank, dono dos Falcons, e Dimitroff deixaram claro durante esta offseason que um novo contrato para Jones antes da temporada era uma prioridade para a franquia. E Jones expressou confiança em relação à organização.

Julio Jones é o wide receiver mais rápido na história da NFL a chegar às 10 mil jardas recebidas, conseguindo o feito em 103 jogos, e ele é detentor de oito recordes da história dos Falcons. Ele entra na temporada 2019 com cinco temporadas consecutivas com, pelo menos, 80 recepções e 1.400 jardas recebidas.

Suas 10.731 jardas recebidas significam que ele está a apenas 133 de ultrapassar Roddy White como número 1 da história da franquia da Geórgia.

Julio Jones foi selecionado na primeira rodada do draft de 2011 pelos Falcons, com a sexta escolha geral.

Suas 96,7 jardas recebidas por partida o deixam com a maior média da história da NFL nesta categoria.

Confira mais movimentações na NFL neste sábado (7):

– Poucas horas após ser dispensado pelo Oakland Raiders, o wide receiver Antonio Brown fechou contrato com o New England Patriots. A franquia de Massachusetts irá pagar US$ 15 milhões por uma temporada e ainda dará bônus de assinatura US$ 9 milhões para AB. Ele não poderá atuar contra o Pittsburgh Steelers neste domingo (8) porque não estava no elenco às 16 horas da Costa Leste.

– O New England Patriots e o cornerback Jonathan Jones chegaram a um acordo de extensão de contrato de três anos, com valor-base de US$ 21 milhões. A renovação deixa o CB, que está entrando em seu quarto ano na liga, com vínculo com a franquia até a temporada 2022.

A extensão pode chegar a US$ 25 milhões caso todos os incentivos por produtividade e bônus sejam atingidos pelo defensive back. E isso dá segurança financeira ao cornerback, que assina sua primeira grande extensão desde que ele entrou para a NFL como free agent não draftado contratado pelos Pats em 2016.

– O Dallas Cowboys dispensou o running back Alfred Morris para abrir espaço no elenco para Ezekiel Elliott, antes do jogo de domingo contra o New York Giants. A franquia texana tinha dado a Zeke uma isenção para o elenco de 53 jogadores depois que ele assinou um acordo de seis anos, com valor de US$ 90 milhões, com o time na última quarta.

– O Los Angeles Rams e o punter Johnny Hekker fecharam uma extensão de contrato de um ano, com valor de US$ 4,25 milhões, o que inclui US$ 3 milhões em garantias. A informação foi confirmada por Adam Schefter, da ‘ESPN’.

Hekker agora está sob contrato com o time até a temporada 2023 da NFL e tem US$ 18,75 milhões remanescentes em seu contrato. O punter já foi quatro vezes selecionado para o Pro Bowl e para o time All-Pro, tendo 112 jogos disputados e uma média de 47 jardas por punt.

– O Washington Redskins está se preparando para a estreia contra o Philadelphia Eagles, neste domingo, sem o tight end Jordan Reed, que não vai jogar devido a uma concussão. O tight end J.P. Holtz foi promovido do elenco de treinamento (practice squad).

– O Denver Broncos e o quarterback Joe Flacco chegaram a um acordo de reestruturação de contrato. O time e o signal caller vão converter US$ 17 milhões de seu salário-base em um bônus de assinatura e adicionou duas temporadas que podem ser anuladas de forma a abrir US$ 13,6 milhões no teto salarial. A informação foi apurada por Tom Pelissero, da ‘NFL Network’.

– O New York Giants reestruturou o contrato do left tackle Nate Solder, abrindo US$ 5 milhões no salary cap, de acordo com Tom Pelissero, da ‘NFL Network’. O time converteu US$ 7,5 milhões do salário-base do offensive lineman em bônus de elenco completamente garantido.

– O Carolina Panthers abrir quase US$ 13 milhões no teto salarial ao reestruturar os contratos do defensive tackle Kawann Short e do offensive lineman Trai Turner, de acordo com Tom Pelissero, da ‘NFL Network’.

– O Tampa Bay Buccaneers adicionou o linebacker calouro Devin White, selecionado na primeira rodada do draft de 2019, ao relatório de lesões da semana 1 por causa de uma doença. Agora, o defensor está como questionável para o jogo de domingo contra o San Francisco 49ers.

– O Indianapolis Colts anunciou a contratação do offensive tackle Tyree St. Louis para o elenco de treinamento (practice squad) e dispensou o running back Quinton Flowers.

– O Miami Dolphins anunciou uma extensão de contrato para o offensive lineman Jesse Davis. O jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, apurou que o acordo é de três anos, com valor de US$ 15 milhões, sendo US$ 8,5 milhões garantidos.

– O Seattle Seahawks contratou o quarterback Cardale Jones para o elenco de treinamento (practice squad).

– O Philadelphia Eagles anunciou que reestruturou o contrato do wide receiver Alshon Jeffery. O jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, apurou que o acordo converte a maior parte dos US$ 11,75 milhões que o WR faturaria nesta temporada em um bônus de assinatura. Assim, os US$ 11,5 milhões referentes ao ano que vem se tornam completamente garantidos.

– O Arizona Cardinals promoveu o tight end Darrell Daniels do elenco de treinamento (practice squad) e planeja dispensar o guard Jeremy Vujnovich.

– O Pittsburgh Steelers está dispensando o linebacker Tuzar Skipper e promoveu o wide receiver Johnny Holton para o elenco de 53 jogadores.

– O New Orleans Saints anunciou que o defensive end Mario Edwards Jr. e o defensive lineman Sheldon Rankins estão fora da estreia contra o Houston Texans, na segunda.

Comments
To Top