NFL

Ex-Saints se dizem felizes em verem Roger Goodell ter sido derrotado

(Crédito: Divulgação)

(Crédito: Divulgação)

A três anos atrás, uma série de jogadores e ex-jogadores do New Orleans Saints foram punidos por envolvimento no caso de Boutygate, e até hoje questionam a severidade da sanções. Hoje, muitos deles se sentiram que justiça foi feita quando Roger Goodell perdeu na corte americano a decisão sobre a punição de Tom Brady no caso do Deflategate.

Os jogadores questionam até hoje a maneira como as investigações do caso do New Orleans Saints foram levadas, e a arbitrariedade da punições.

“O escritório da liga precisa mudar seus métodos porque o público está cansado também,” disse o ex-linebacker dos Saints, Scott Shanle, que é um crítico histórico de Goodell e da associação de jogadores, que segundo ele, permite que o comissário tenha poderes demais.

“Ele comanda com punho de ferro porque o sindicato de jogadores deixa ele ser o czar das punições. O sindicato não pode culpar ninguém a não ser eles,” disse o jogador por mensagem de texto. “Ele é um indivíduo arrogante que foi permitido fazer isso desde que se tornou comissário.”

“A corte e o juiz são a voz da razão para os jogadores quando lidando com ele. Todos descobriram o quão corrupta é a NFL.”

Outros jogadores também se pronunciaram, como Jonathan Vilma, que foi suscinto, e só usou uma expressão de internet para expressar seu sentimento.

  Outro que falou sobre a decisão foi Scott Fujita, que preferiu exaltar a coragem de Brady e o resultado como uma lição para o futuro.

 

Já o técnico dos Saints, Sean Payton, e o general manager da equipe, Mickey Loomis, também punidos pelo Bountygate, não se pronunciaram sobre a decisão do caso do Deflategate

Comments
To Top