NFL

Everson Griffen “realmente queria” vencer o Pro Bowl e o prêmio de MVP do jogo

Everson Griffen, defensive end do Minnesota Vikings

(Crédito: Instagram/reprodução)

O defensive end Everson Griffen, do Minnesota Vikings, representou a derrotada Conferência Nacional (NFC) no Pro Bowl 2017 e foi um dos grandes jogadores em campo. Seu desempenho de três sacks e oito tackles mostrou que o jogo foi bem mais do que um amistoso sem sal nesta edição, realizada em Orlando, mas não foi suficiente para que ele ganhasse o prêmio de MVP defensivo do Pro Bowl.

E isso deixou o camisa 97 um tanto quanto insatisfeito.

“Eu apenas cheguei para tentar fazer muitas jogadas. Eu realmente queria o MVP. Realmente queria vencer o jogo, mas não aconteceu. Eu sou abençoado por estar aqui com alguns dos melhores jogadores da liga e competir. Tudo tem a ver com competir e jogar o próximo down, e é isso o que eu fiz”, declarou.

No jogo das estrelas, o time da Conferência Americana (AFC) derrotou a Conferência Nacional (NFC) por 20 a 13 e as apresentações de Griffen e outros atletas, tais como Kirk Cousins, que correu para forçar um fumble de Aqib Talib no final do jogo, logo depois de ser interceptado por Lorenzo Alexander, mostraram que o Pro Bowl de 2017 foi um dos mais agradáveis dos últimos anos.

“Eu sinto que foi. Sinto como se tivéssemos melhorado em relação ao ano passado”, afirmou Griffen, que atuou no Pro Bowl do ano passado, no Havaí.

Nos últimos anos, o Pro Bowl foi alvo de duras críticas devido à falta de competitividade e atratividade do jogo das estrelas da NFL. Algumas pessoas, inclusive, achavam que o evento deveria ser eliminado do calendário da National Football League. Porém, o atleta dos Vikings não deseja ver o Pro Bowl acabar.

“Nós não queremos que isso acabe. Queremos que ele continue. Os jogadores sentem que honramos o Pro Bowl porque é o melhor dos melhores e gostamos de ser o melhor dos melhores”, observou o defensive end.

Cada jogador do time vencedor levou para casa um valor de US$ 61 mil, enquanto que os atletas da equipe derrotaram ficaram com US$ 30 mil.

O defensive tackle Gerald McCoy, do Tampa Bay Buccaneers, afirmou que a parte financeira teve um papel decisivo para o Pro Bowl ser mais competitivo, mas alguns atletas acreditam que mais dinheiro deve estar envolvido na partida amistosa.

McCoy também frisou que o Pro Bowl em 2017 ter sido melhor teve a ver com o duelo sendo jogado da maneira que é preciso ser feito.

“Eu acho que foi (mais competitivo)”, disse McCoy, que já foi cinco vezes selecionado para o Pro Bowl em sua carreira. “Definitivamente porque esse dinheiro estava em jogo. E então o orgulho entra em ação e os caras não querem se envergonhar”, completou.

Em entrevista à ‘ESPN’ norte-americana, Roger Goodell, comissário da NFL, se mostrou contente com o Pro Bowl em Orlando e ressaltou que o objetivo é entregar um produto de alta qualidade, mas sempre priorizando a segurança dos atletas.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top