NFL

Estátua em homenagem a Peyton Manning é revelada pelos Colts

Estátua de Peyton Manning, ex-quarterback da NFL, em Indianapolis

(Crédito: Instagram/reprodução)

Um dos maiores jogadores de futebol americano de todos os tempos merecia ser eternizado pela franquia que defendeu por 14 temporadas de sua carreira. E, neste sábado (7), isso se tornou realidade quando o Indianapolis Colts revelou a estátua de Peyton Manning na parte externa do Lucas Oil Stadium.

ESPECIAL: Goodbye, Manning: de primeira escolha em 1998 ao título do Super Bowl 50

Em Indiana, o lendário quarterback faturou o título do Super Bowl XLI, quebrou recordes e levou prêmios de MVP. E, ainda mais importante, deixou memórias intensas nas cabeças dos torcedores em Indy e dos fãs da bola oval.

Os Colts, que selecionaram Manning com a primeira escolha geral do draft de 1998 da National Football League, revelaram a estátua e causaram a emoção do QB.

“Por tantos motivos, se eu desenhasse um mapa da minha vida, Indianapolis teria um lugar tão proeminente como é no meu coração”, falou o emocionado Manning, que será um membro do Hall da Fama em um futuro não tão distante. “Por quê? Porque os Colts me selecionaram como primeira escolha geral, e é certamente bom ser desejado porque foi meu primeiro time na NFL e, assim como seu carro, o primeiro está sempre arraigado em sua memória”, prosseguiu.

Ryan Feeney, um renomado artista local, iniciou em maio de 2016 o processo de construção da estátua de Manning. O monumento retrata o quarterback na ponta dos pés lançando com a camisa dos Colts um de seus 539 passes para touchdown na carreira.

No evento em que a estátua foi revelada, Roger Goodell, comissário da National Football League, Tony Dungy, ex-técnico dos Colts e membro do Hall da Fama, o ex-executivo Bill Polian, também membro do Hall da Fama, e o apresentador David Letterman marcaram presença, entre outras personalidades.

“Eu fui abençoado por treinar na National Football League por 28 anos”, falou Dungy. “Eu estive com muitos jogadores que eram ótimas pessoas. Vocês não ouvem falar de todas as grandes coisas que eles fazem. Nós tendemos a focar nas negativas, mas eu estive com muitos grandes jovens nestes 28 anos. Estive com alguns homens que eram excepcionalmente talentosos e dotados e os melhores de todos os tempos no que eles fazem. Mas é raro que você atravesse o caminho de uma pessoa com ambas as qualidades, grande na comunidade, grande pessoa e extremamente talentosa e dotada, e esse é Peyton Manning”, completou.

Estátua do lendário quarterback Peyton Manning

(Crédito: Instagram/reprodução)

De fato, o impacto de Manning em Indiana foi intenso e duradouro.

O quarterback tornou o estado, muito conhecido pelo basquete e pelo automobilismo, em um lugar famoso também pelo futebol americano. Manning levou aos Colts aos playoffs em 11 oportunidades, teve oito campanhas de 12 ou mais vitórias na temporada regular, e liderou a equipe ao Super Bowl em duas oportunidades.

Muitos dizem que o Lucas Oil Stadium sequer teria sido construído se não fosse por Manning.

“Esse foi o cara que colocou suor, sangue e lágrimas nisso, e não há um dia sequer em que eu não seja grato pela nossa amizade e pelo que ele significou para essa cidade e esse estado. Ele é um jogador de futebol americano icônico que transcendeu o futebol americano, e o que ele significou para Indiana é algo que é muito difícil encontrar as palavras para descrever”, afirmou Jim Irsay, proprietário do Indianapolis Colts.

A passagem de Manning pelos Colts acabou em 2012, quando ele foi dispensado após perder toda a temporada 2011 com uma lesão no pescoço. O quarterback então assinou com o Denver Broncos, onde atuou nas últimas quatro temporadas suas na NFL, e lá no Colorado ele faturou o seu segundo título de Super Bowl. Isso foi no Super Bowl 50, final da temporada 2015, e após essa última conquista ele se aposentou depois de 18 temporadas como profissional.

“Eu sei que muitos de vocês, como a maioria de nós, derramaram uma lágrima quando Peyton disse adeus”, falou Polian, ex-general manager que selecionou Manning no draft de 1998. “Bem, hoje temos a chance de recebê-lo de volta em Indiana e lhe dizer que prazer foi de ser seu colega de trabalho e amigo”, observou.

Neste domingo (8), Manning será introduzido no Ring of Honor da franquia e vai se tornar o primeiro jogador desde que a franquia se mudou para Indianápolis a ter sua camisa número 18 aposentada.

Cinco vezes MVP da NFL em sua carreira, Manning concluiu seu discurso neste sábado dizendo: “eu sempre serei um Colt”.

E ninguém pode duvidar disso. Peyton Manning é o epítome do Indianapolis Colts.

Assista ao vídeo do momento em que Peyton Manning admira sua estátua:

Manning também escreveu uma carta aos torcedores dos Colts. Confira abaixo:

Queridos torcedores dos Colts,

Foi uma tremenda honra ser o quarterback de vocês por 14 anos. Juntos, nós dividimos momentos incríveis e tivemos conquistas extraordinárias. A cada passo do caminho, vocês acreditaram em mim e me abraçaram. A paixão de vocês pelo futebol americano, pelo seu time, seus jogadores e treinadores é notável. A ferradura forjou um elo entre nós que nunca poderá ser quebrado, e um pedaço do meu coração estará sempre aqui, em Indiana. Obrigado pelo apoio inabalável, e por terem feito o meu período em Indianápolis ser especial”.

Comments
To Top