NFL

Esnobado pelo Hall da Fama, Terrell Owens crava: “sou melhor que Cris Carter”

Terrell Owens, ex-wide receiver da NFL

(Crédito: Twitter/reprodução)

Desprezado pelo Hall da Fama do Futebol Americano Profissional (PFHOF) pelo segundo ano consecutivo, Terrell Owens ainda não digeriu bem o fato de ainda não estar na galeria de imortais do esporte da bola oval. E, nesta semana, ele voltou a dar declarações criticando os responsáveis por eleger os membros da Classe de 2017.

Owens tem números que não deixam dúvidas de que ele é sim um cara que merece ir para o Hall da Fama: em 15 temporadas na NFL, ele fez 1.078 recepções para 15.934 jardas e 153 touchdowns. Apesar disso, seu jeito falastrão e polêmico pode estar atrasando sua escolha.

O ex-wide receiver disse ter “perdido todo o respeito” pelo Hall da Fama.

Nesta última quinta-feira (16), ele ainda direcionou sua crítica para outro integrante do PFHOF, o ex-wide receiver Cris Carter, quem Owens acusou ter mais problemas de caráter do que ele nos tempos de jogador.

“Mesmo quando você pensa em caras que foram e realmente tentaram atacar me caráter e me chamaram de um candidato defeituoso, um cara como Cris Carter – acredite em mim, eu sou melhor que Cris Carter. Vou dizer isso a ele. Ele sabe que não sou fã dele”, declarou Terrell Owens, em entrevista ao jornalista Mike Francesa, da ‘WFAN’.

“Ele quer que eu espere porque ele teve que esperar. Eu fiz mais com menos. Eu fui melhor do que Cris Carter. Então ele não deve falar nada sobre ninguém, especialmente eu, sobre ser um candidato falho quando ele foi um cara que foi cortado, foi reprovado em três testes de drogas em Philly – vícios em cocaína e álcool – e, então, lá adiante ele estava pedindo aos caras para alguém ser um bode expiatório. Que tipo de caráter é esse?”, completou.

Owens estava se referindo ao que Carter falou no Simpósio de Calouros da NFL em 2014, quando o ex-wideout declarou aos novatos que eles precisavam de um bode expiatório caso eles entrassem em conflito com a lei. A própria NFL chegou a considerar a sugestão de Carter como “inapropriada”.

Apesar de tudo, Terrell Owens deixou claro que amaria entrar em Canton no futuro, mas disse entender a política envolvida no processo.

“Seria uma coisa legal? Sim. Mas eu sinto, neste momento, que é algo puramente baseado em sentimentos pessoais, são emoções que estão envolvidas (…) Neste momento, o Hall da Fama não significa nada para mim. Eu posso mandar fazer uma jaqueta dourada, o que já fiz, e isso significa muito mais para mim do que algo que eles podem me dar porque, novamente, o sistema é falho”, finalizou.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top