NFL

Eric Decker admite surpresa ao ver New York Jets selecionando Christian Hackenberg

(Crédito: Instagram/reprodução)

(Crédito: Instagram/reprodução)

Enquanto não resolve a situação referente a Ryan Fitzpatrick, já que o quarterback está fazendo jogo duro nas negociações de um possível novo contrato, o New York Jets optou por já começar a planejar seu futuro na posição e, no draft de 2016, selecionou Christian Hackenberg na segunda rodada. E, ao que parece, pelo menos um jogador do elenco da franquia de Nova York foi pego de surpresa com a escolha: Eric Decker.

“Eu fiquei um pouco surpreso, para ser honesto com vocês. Mas Mike (Maccagnan, general manager) e seus olheiros fazem a pesquisa deles e a lição de casa por uma razão e eles viram algo especial nele (Hackenberg). Eu acho que eles queriam ele antes cedo do que tarde”, admitiu o wide receiver nesta terça-feira (10), durante um evento beneficente em Manhattan.

Com a chegada de Christian Hackenberg, foram criadas ainda mais dúvidas em relação à posição de QB nos Jets. E Eric Decker, que já pediu publicamente para a organização selar um novo acordo com Ryan Fitzpatrick, voltou a fazer campanha a favor do veterano.

“Só por causa da camaradagem que eu construí e da relação que tivemos ano passado, e o que podemos construir em cima disso, eu acho que ele é, definitivamente, o cara certo para o tipo de time que temos agora”, frisou Decker. “É um time que está pronto para vencer agora e precisamos de alguém com uma presença de veterano na posição de quarterback. Meu trabalho é agarrar a bola, mas obviamente eu quero o que é melhor para o time e esse relacionamento eu quero também”, prosseguiu.

Atualmente com 33 anos de idade, Ryan Fitzpatrick fez um bom campeonato vestindo a camisa dos Jets em 2015 e, em 16 jogos na temporada regular, ele lançou para 3.905 jardas e 31 touchdowns, tendo sofrido 15 interceptações.

A diretoria dos Jets já frisou que deseja mantar Fitz como QB titular da equipe, mas as duas partes seguem distantes de chegarem a um acordo. Woody Johnson, proprietário da franquia, ressalta que a organização não está com muita pressa para resolver a situação.

“No training camp, você realmente tem que ter seu quarterback. Temos algum tempo ainda. Training camp não vai começar antes de alguns meses. Eu não acho que há alguma urgência real neste momento”, observou o dono do New York Jets, mais cedo, em um evento de caridade.

Neste momento, Geno Smith é o quarterback número 1 dos Jets, seguido por Bryce Petty, escolhido na quarta rodada do draft de 2015, e Christian Hackenberg.

Comments
To Top