NFL

Em troca gigante, Oakland Raiders adquire Antonio Brown e faz ‘splash’ na NFL

Antonio Brown, wide receiver do Pittsburgh Steelers

(Crédito: Twitter/reprodução)

Washington Redskins, Tennessee Titans, Buffalo Bills e companhia perderam a corrida. E, em uma notícia capaz de agitar a National Football League, o Oakland Raiders adquiriu o wide receiver Antonio Brown junto ao Pittsburgh Steelers.

A notícia da troca foi divulgada pelo jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’, na madrugada deste domingo (10).

Os Steelers estão negociando Brown por uma escolha de terceira e uma de quinta rodada do draft de 2019, que será realizado no final de abril. Brown também vai receber um contrato reestruturado que o tornará o wide receiver mais bem pago da NFL, como acrescenta Rapoport.

O novo contrato de Brown será de três anos, com valor de US$ 50,125 milhões, podendo chegar a um máximo de US$ 54,125 milhões. Ele receberia US$ 30,125 milhões garantidos, segundo Rapoport.

Vale lembrar que o contrato anterior do wideout com os Steelers não tinha mais nenhum montante garantido remanescente.

O wide receiver, um All-Pro, publicou uma montagem sua com a camisa dos Raiders em seu Instagram no final da noite deste sábado (9).

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

☠️☠️☠️ #raidernation

Uma publicação compartilhada por Antonio Brown (@ab) em

O relacionamento entre Steelers e Brown se deteriorou de vez no final da temporada 2018, quando A.B. não atuou no jogo final da equipe no campeonato contra o Cincinnati Bengals, depois de faltar ao treino na véspera do confronto.

Desde então, Brown deixou claro seu descontentamento com o time, com o quarterback Ben Roethlisberger e reuniu-se com a diretoria de Pittsburgh para pedir oficialmente para ser trocado.

Seu desejo finalmente foi concretizado.

A chegada de Brown faz com que o Oakland Raiders rapidamente se estabeleça como um dos times a serem observados com carinho em toda a Conferência Americana (AFC). E também como uma equipe com potencial para incomodar os rivais da AFC West.

Os Raiders estão vindo de uma temporada 4-12 e tinham uma grande necessidade de wide receivers. Agora, com Brown, eles basicamente dão um upgrade de 1000% em seu grupo de wideouts.

Com Brown, os Raiders têm um recebedor que é dono de um recorde da NFL de seis temporadas consecutivas com pelo menos 100 recepções.

Seu talento é inegável.

Desde que entrou na NFL, ao ser selecionado apenas na sexta rodada do draft de 2010 pelos Steelers, com a 195ª escolha geral, Brown não se cansou de calar os críticos.

Depois de uma temporada de calouro bem modesta (16 recepções, 167 jardas), o camisa 84 começou a dar mostras de seu potencial em 2011, quando fez 69 recepções para 1.108 jardas e dois TDs em 16 jogos.

Após uma queda de produção em 2012 (66 recepções para 787 jardas e cinco TDs), Brown soltou-se de vez em 2013 e lá iniciou sua série de seis temporadas seguidas com, pelo menos, 100 bolas agarradas.

Agora, Brown é um WR que é considerado o melhor na liga atualmente e tem 130 jogos de temporada regular em seu currículo.

São 837 recepções, 11.207 jardas, 74 touchdowns, sete seleções ao Pro Bowl, quatro seleções ao primeiro time All-Pro e muito mais.

Um dos favoritos a pegar Brown, os Raiders agiram sem muito alarde e conseguiram o astro, um WR capaz de adicionar muita explosão ao ataque liderado pelo quarterback Derek Carr. E qual seria uma maneira melhor de adicionar talento ao redor de um QB que precisa voltar a provar o seu valor?

A missão de Brown nos Raiders? A meu ver, é afastar o rótulo de ‘primadonna’, algo pelo qual ele ficou marcado negativamente em suas últimas temporadas nos Steelers.

Brown é um monstro? Com toda certeza. Mas ele precisa ser uma peça que agregue mais ao vestiário e não uma que destrua ainda mais as coisas.

Cabe agora a Sean McDermott domar o ego gigantesco de AB e explorar ao máximo a contratação que é a melhor do Oakland Raiders em tempos. E será a mais impactante desta offseason, sem sombra de dúvidas.

Comments
To Top