NFL

Em jogo emocionante, Walsh erra chute decisivo e Seahawks caem para Falcons

Matt Ryan, quarterback do Atlanta Falcons

(Crédito: Twitter/reprodução)

O Monday Night Football que fechou a semana 11 da NFL teve emoção até o final. E os fãs da bola oval que ficaram acordados até as quase 3h (de Brasília) não devem ter se arrependido (a menos que você seja um torcedor do Seattle Seahawks ou hater do Atlanta Falcons).

E com direito a chute errado do kicker Blair Walsh (sempre ele) nos segundos finais, os Seahawks não conseguiram concretizar a reação e viram o Atlanta Falcons vencer pelo placar de 34 a 31.

Com o resultado, os Falcons ficam com campanha de 6-4, entrando neste momento na zona de classificados para os playoffs da Conferência Nacional (NFC). Já os Seahawks caem para os mesmos 6-4 do rival desta noite e saem do grupo de classificados neste momento.

Matt Ryan fez grande partida comandando o ataque dos Falcons e acertou 19 passes de 27 para 195 jardas e dois touchdowns. Do lado dos Seahawks, o quarterback Russell Wilson teve partida de altos e baixos, acertando 26 passes de 42 para 258 jardas, dois touchdowns e uma interceptação, ainda correndo sete vezes para 86 jardas e um TD.

Mesmo com a derrota, Wilson foi um dos melhores em campo, demonstrando mais uma vez sua grande habilidade para estender jogadas com as pernas e fazer lançamentos de fora do pocket, uma especialidade sua.

A primeira metade de jogo no CenturyLink Field foi bastante movimentada e interessante, digna de uma partida entre dois times fortes da NFC.

Os Falcons receberam a bola para iniciar a partida e logo marcaram um touchdown, em corrida de uma jarda de Tevin Coleman para deixar o jogo em 7 a 0 depois do extra point. E as coisas logo ficaram piores para os donos da casa.

Duas jogadas após o TD, Russell Wilson tentou conectar passe no meio com Tyler Lockett e foi interceptado por Desmond Trufant, que retornou e colocou a bola na linha de 35 do território adversário. Com uma boa posição de campo, os Falcons chegaram à end zone novamente sete jogadas mais tarde, em passe de duas jardas de Matt Ryan para Mohamed Sanu, deixando o placar em 14 a 0.

No final do primeiro quarto, os Seahawks deram a resposta e Wilson acertou lançamento de quatro jardas para Jimmy Graham, anotando o primeiro TD de Seattle (14 a 7).

Os Falcons estavam famintos e, no comecinho do segundo quarto, Wilson sofreu um sack, cometeu um fumble e a bola foi recuperada por Adrian Clayborn, que retornou 10 jardas até a end zone para aumentar o placar para 21 a 7.

Os Seahawks acertaram então um field goal de 30 jardas com Blair Walsh na campanha seguinte, fazendo a diferença cair para 11 pontos (21 a 10), e o time mandante recuperou a bola na sequência após o kickoff e uma lambança dos special teams de Atlanta, que deixaram a bola escapar e ser recuperada já na linha de 11 jardas.

Em sete jogadas, Seattle entrou na end zone em corrida de uma jarda de Wilson, deixando o placar em 21 a 17.

Antes do intervalo, os Falcons acertaram um field goal de 44 jardas com Matt Bryant (24 a 17), e os Seahawks ainda conseguiram entrar em zona de field goal no minuto final. Mas, em vez de chutar na linha de 17, o time da casa resolveu arriscar um fake field goal, mas se deu mal na conversão e foi ao vestiário perdendo por sete pontos.

No início do terceiro quarto, Blair Walsh acertou um field goal de 37 jardas que trouxe a diferença para quatro pontos (24 a 20), mas os Falcons responderam pouco depois com TD em passe de Ryan para Levine Toilolo. A conexão de 25 jardas levou o marcador para 31 a 20.

Ainda no terceiro período, Walsh converteu mais um field goal, desta vez de 46 jardas, e voltou a trazer a diferença para uma posse de bola.

O melhor, contudo, ainda estava por vir.

Após duas campanhas que terminaram em punt, uma para cada lado, os Falcons ampliaram a vantagem com field goal de 19 jardas convertido por Matt Bryant, deixando o placar em 34 a 23 com menos de quatro minutos para o término.

Os donos da casa não desistiram. Em linda conexão de 25 jardas de Wilson com Doug Baldwin, a três minutos do final, Seattle anotou um touchdown. A conversão para dois pontos foi bem-sucedida em lançamento para Jimmy Graham e a diferença ficou em um field goal (34 a 31).

A agressiva defesa dos Seahawks então apareceu para forçar o punt na sequência e os donos da casa receberam a bola novamente com pouco menos de dois minutos. Wilson, tirando seus coelhos da cartola, foi movendo o ataque e levou o time até a linha de 34 do campo de Atlanta. Então Blair Walsh entrou.

O contestado kicker chutou o field goal de 52 jardas com boa direção, mas faltou força no chute e a bola não cruzou o Y, decretando a vitória da franquia da Geórgia. Um anticlímax gigantesco em Seattle.

Na semana 12 da temporada regular, as duas equipes jogam no domingo (26). O Seattle Seahawks visita o San Francisco 49ers, no Levi’s Stadium, às 19h05 (de Brasília), enquanto que o Atlanta Falcons recebe o rival de divisão Tampa Bay Buccaneers, no Mercedes-Benz Stadium, às 16h.

Comments
To Top