NFL

Em entrevista, Rob Ryan culpa esquema do New Orleans Saints por sua demissão

(Crédito: Buffalo Bills/divulgação)

(Crédito: Buffalo Bills/divulgação)

Rob Ryan foi demitido pelo New Orleans Saints em novembro do ano passado, depois de uma derrota para o Washington Redskins por 47 a 10. Mas o fim de sua passagem como coordenador defensivo da franquia ainda não foi bem digerida.

Em entrevista publicada nesta sexta-feira (27) no site ‘The MMQB’, Ryan foi enfático ao dizer que seus últimos dois anos como responsável pela defesa dos Saints foram uma “perda de tempo”.

“Há dois anos que não têm a minha assinatura neles e esses são os últimos dois anos em Nova Orleans. Isso é apenas a verdade”, declarou Rob Ryan à jornalista Jenny Vrentas.

Segundo o ex-coordenador defensivo dos Saints, a franquia tentou copiar o esquema defensivo bem-sucedido do Seattle Seahawks, mas falhou na missão. E ele admite que não fez muito para impedir o erro.

“O maior erro que acho que cometi em Nova Orleans foi sentar sobre minhas mãos e pegar o cheque de pagamento, em vez de me mexer, sabendo que estava errado e corrigir”, admitiu.

De acordo com Rob, seu maior arrependimento foi não ter conversado com o técnico Sean Payton quando o New Orleans Saints modificou seu esquema defensivo mesmo depois de uma temporada 2013 satisfatória.

“Eu deveria ter ido até Sean e conversado com ele. Sean é uma boa pessoa. Eu não fui, apenas deixei acontecer, então eu mereço o que eu recebi. Olhe, eu já fui demitido antes. Mas eu fiquei irritado em Nova Orleans porque eu sei que sou melhor do que aquilo. Eu sou um treinador muito melhor do que me deixaram ser e essa é a verdade”, prosseguiu.

A defesa do New Orleans Saints, que foi a quarta melhor da NFL em jardas cedidas em 2013, no primeiro ano de Rob Ryan na função, acabou sendo a segunda pior da liga no quesito tanto em 2014 quanto em 2015. Além disso, no ano passado, a equipe quebrou recordes negativos e se tornou a que mais cedeu passes para touchdowns aos adversários em uma temporada, além de ter sido a que proporcionou os melhores ratings aos quarterbacks adversários.

“Oh, nós estamos em último na defesa. Bem, sim, você vai ser o pior jogando com essa defesa de me***. Mas é minha culpa porque eu não disse nada. Eu nunca me levantei e disse: ‘fo**-se, eu não vou treinar isso’. Eu prometo a você que eu faria isso agora”, observou Rob Ryan.

Na sequência da entrevista dada ao ‘The MMQB’ ao lado do seu irmão Rex Ryan, técnico do Buffalo Bills e com quem trabalha ao lado agora como assistente, Rob tratou da mudança de esquema defensivo e outros detalhes de seu trabalho na Louisiana.

“Eu preciso estar em um sistema múltiplo. Eu fui contratado para estar em um sistema múltiplo em Nova Orleans e eu fiz um trabalho muito bom e fui demitido por isso. Eu não vou dizer que fui ‘forçado’ (a mudar esquemas). Eu avancei o plano com a melhor da minha capacidade. De repente, deixamos alguns jogadores bons saírem. Mudamos o sistema depois que ficamos em quarto na liga em defesa. Eu não sei, isso só me parece estranho”, analisou.

Ao ser questionado sobre quem comandou a mudança de esquema, Rob Ryan deu a sua versão.

“Eu acho que tudo começa com o técnico e segue adiante acima. Eles contrataram jogadores; contrataram o free safety (Jairus Byrd) e disseram: ‘nós vamos mantê-lo no meio do campo como as traves do goal’. Bem, isso é ótimo. Ele não vai fazer uma jogada sequer lá atrás e agora mudamos toda a defesa por causa de uma contratação e isso nos arruinou. Ele é um grande garoto. Mas a verdade dos fatos é que você deixou um safety All-Pro sair, Malcolm Jenkins, e você perdeu seus dois melhores líderes no time, ele e Roman Harper. Nós mudamos todo o estilo de jogo. Foi estranho”, afirmou o ex-coordenador defensivo.

Rob Ryan disse que “não estava realmente certo” sobre o porquê de o New Orleans Saints ter desejado imitar a defesa do Seattle Seahawks e frisou que poucos times tiveram sucesso nesta missão.

“Os Seahawks têm feito um trabalho fantástico no esquema deles. Eles acreditam nele. Eu acredito em ser uma defesa múltipla, uma defesa que ataque, uma defesa física. Isso não é nem um pouco igual Seattle de qualquer maneira. Eles são uma defesa muito física; eles jogam com um esquema muito simples e deixam seus caras jogarem. Mas eu não acho que é por isso que você contrata um Ryan. Eu acho que você contrata um Ryan para extrair o melhor dos seus jogadores e colocar uma enorme quantidade de pressão no adversário. Seattle tem sido grande, mas todos os outros times fazendo (aquele esquema) estão terminando uma mer** como foi comigo. Bem ali, ao lado de Nova Orleans, está Atlanta, Jacksonville. Isso não é ressentimento. Esse sou eu ficando irritado. Porque eu sou grande”, apontou.

Agora com a cabeça completamente no Buffalo Bills, Rob admite que mereceu ser mandado embora pelos Saints, mas desta vez ele vai fazer um trabalho diferente ao lado do seu irmão.

“Mas, ei, eu fiz o melhor trabalho que pude. E não foi bom o suficiente. Eles deveriam ter me demitido mesmo. Eles provavelmente deveriam ter demitido todo mundo que tomou a decisão de seguir naquela direção. Agora, vou mudar toda a minha família aqui para Buffalo por uma razão: para chutar os traseiros de todo mundo, incluindo o deles”, completou o sempre irreverente Rob Ryan.

Em entrevista ao ‘PFT Live’, nesta sexta (27), Sean Payton foi questionado sobre as declarações de Rob Ryan e rebateu as afirmações do ex-colega de comissão técnica.

“A ideia de que não era a sua defesa, ou que ele não estava no comando dela, é bobagem”, falou o head coach dos Saints. “Quando você está tendo tantas dificuldades como estávamos tendo por dois anos, e alguns dos mesmos problemas continuam aparecendo – você sabe, 10 homens em campo – essas são coisas com as quais são apenas difíceis de se conviver”, prosseguiu.

O técnico ainda reconheceu que o time de Nova Orleans fez alterações no seu esquema, mas Payton disse que “nunca foi a defesa ou o ataque de alguém, para começar”.

De acordo com Payton, quando Rob Ryan foi demitido, um dos maiores problemas eram erros de alinhamento e de atribuições.

Rob diz que Bills vão bater Patriots – Falastrão igual seu irmão Rex, Rob Ryan também adora fazer umas previsões arriscadas. E, na mesma entrevista ao ‘The MMQB’, o atual assistente técnico/assistente de defesa do Buffalo Bills afirmou que o time vai derrotar o rival de divisão New England Patriots na temporada 2016.

“Todo o respeito do mundo por Bill Belichick. Foi fantástico treinar, trabalhar para ele durante quatro anos e eu aprendi um monte. Olhe, (Belichick) é o inimigo número 1 de cada treinador nesta liga. Portanto, não é apenas Rex”, falou Rob, que trabalhou com o técnico dos Patriots como assistente entre as temporadas 2000 e 2003. “Agora, eu acho que se você perguntar ao staff ofensivo (dos Patriots), o pior que eles jogam é contra Rex. As pessoas dizem: ‘bem, (Rex) não os derrotou (em nove das últimas vezes) tentativas’. Sim, bem, (Rex) bateu muito no ataque (dos Patriots). Tenho certeza que o respeito é mútuo. Mas eu sei de uma coisa, que nós vamos vencê-los. Estamos juntos, vamos bater os melhores. É dois contra um. Ele no um contra um contra qualquer técnico na liga, aquele cara é bastante bom. E ele também tem o seu melhor amigo Tom Brady com ele. Ele o treinou e ele, sozinho, fez ele ser grande também”, completou Rob Ryan.

Desde que Rex Ryan se tornou técnico do New York Jets, em 2009, ele soma quatro vitórias e 11 derrotas contra os Patriots, incluindo playoffs. Ao todo, os Bills somam quatro vitórias e 28 derrotas contra Bill Belichick, desde que ele se tornou técnico de New England em 2000.

Comments
To Top