NFL

Em duelo catchup vs mostarda, Rams vencem fácil os Buccaneers

Crédito: Instagram/ Reprodução

Crédito: Instagram/ Reprodução

Antes de começar o relato, um apelo à NFL e à Nike: por favor, acabem com esses uniformes color rush. Sério, nunca lhes pedi nada. Eles são horríveis, nesta quinta-feira (17) o jogo parecia estar sendo de um time fazendo cosplay de mostarda contra outro fazendo cosplay de catchup. Outro dia, daltônicos não conseguiram sequer assistir a partida. Praticamente todos os times da liga possuem uniformes retrôs lindos, e que quase nunca são usados. Resgatem os clássicos, porque esse invencionismo marketeiro não deu certo. Terminado meu desabafo, ao jogo.

Rams e Bucs são equipes com campanhas parecidas, mas em estágios diferentes de evolução, e o vencedor foi o time mais coeso. Sim, os Rams mesmo com seus problemas ainda é um time consideravelmente melhor que os Bucs e venceu a partida por 31 a 23. A defesa da equipe, que andava adormecida, acordou no jogo de hoje para atormentar Jameis Winston por 60 minutos. Doug Martin foi outro que sofreu na mão da defensiva de St. Louis, anotando boas corridas com perda de jardas constantemente.

Por outro lado, o ataque do time da casa fez sua melhor partida do ano. Voltando de lesão, Case Keenum fez partida segura, apostando na velocidade de seus recebedores para queimar um fraca secundária dos Buccaneers e garantir a vitória com tranquilidade. O jogo também teve um clima que foi um misto de despedida e apreensão: foi o último dos Rams em casa, e também pode ter sido o último em St. Louis, já que a franquia é forte candidata a voltar para Los Angeles no próximo ano.

Mostarda venceu o catchup. Pelo fim dos uniformes color rush (Crédito: Instagram/ Reprodução)

Mostarda venceu o catchup. Pelo fim dos uniformes color rush (Crédito: Instagram/ Reprodução)

O Jogo

Os Rams têm uma média de pouco mais de 16 pontos por partida nessa temporada. Número pífio, que faz jus à campanha da equipe neste ano. Porém, o tal do uniforme (muito) amarelo parece ter feito bem ao time. Logo em sua primeira campanha, Case Keenum comandou o ataque do time da casa para um touchdown de 17 jardas para Tavon Austin. O time percebeu, finalmente, a velocidade de seus receies e começou a explorar isso a exaustão. Prova disso? Dois drives depois, Keenum acertou uma bomba de 60 jardas para Kenny Britt (que aproveitou para já garantir o presente de Natal da filha) anotar mais seis pontos no placar, isso claro, sem antes ter queimado seu marcador. Os Rams pareciam estar pela primeira vez na temporada explorando a expansividade de seus recebedores, e Keenum se aproveitou disso, lançando para quase 10 jardas por tentativa. Todd Gurley nem precisou trabalhar tanto, mas quando teve, aproveitou e entrou na endzone em corrida de apenas três jardas.

Já os Buccaneers sofreram na mão da forte defesa dos Rams, e principalmente de Aaron Donald, que parecia imparável. Jameis Winston lutava de todas as maneiras possíveis para fugir dos sacks. Doug Martin também conseguiu umas ou outra brecha na defesa adversário, porém era só chegar na redzone que os Bucs paravam de avançar, e acabaram o primeiro tempo com só três pontos no placar e uma conversão de quarta descida falha, na linha de 23 jardas do adversário.

As equipes foram ao vestiário, momento de reflexão e de corrigir as falhas do primeiro tempo, certo? Mais ou menos, porque o terceiro quarto foi como uma extensão do segundo. Os Bucs corriam, lançavam bolas espíritas, mas ao chegar na redzone, era sack e tackle atrás da linha de scrimage. Em outro momento, Doug Martin conseguiu corrida de 17 quebrando tackles para na jogada seguinte sofrer um fumble. Um resumo desse Buccaneers de quinta à noite.

Já no outro lado da campo, os Rams seguiam seus ritmo frenético, e anotaram outro touchdown apostando na velocidade de seus receivers. Outra vez Tavon Austin, que em um trick play acabou recebendo uma bola como running back e correu 21 jardas para a endzone.

Ok, o jogo não estava sendo bom para os Bucs, porém Winston e ataque aéreo resolveram acordar para a vida, e em 1mim44s, o time avançou 98 jardas para o touchdown. Foram quatro passes de Winston para terminar em um touchdown fácil de Luke Stocker.

Mas a noite não era mesmo do time da Flórida e, na jogada seguinte, os Rams retornaram um chute para a linha de 3 jardas do adversário. A situação só não piorou porque a defesa dos Bucs segurou o ataque adversário, cedendo apenas um field goal. Os Bucs até anotaram um touchdown e um field goal depois disso, mas já não havia mais tempo. Vitória dos Rams naquele que pode ter sido o último jogo da franquia em St. Louis.

Crédito: Instagram/ Reprodução

Crédito: Instagram/ Reprodução

– Quarterbacks

Jameis Winston – 29/50, 363 jardas, dois touchdowns e uma interceptação.

Case Keenum 14/17, 234 e dois touchdowns.

– Resumo das pontuações:

7 a 0 – 1Q – a 11:54 seg do final – TD – Passe de Case Keenum para Tavon Austin de 17 jardas. Extra point de Greg Zuerlein é bom

7 a 3 – 1Q – a 4:57 seg do final – FG – Field goal de 53 jardas de Connor Barth é bom

14 a 3 – 1Q – a 3:15 seg do final – TD – passe de Case Keenum para Kenny Britt para 60 jardas. Extra point de Greg Zuerlein é bom

21 a 3 – 2Q – a 2:09 seg do final – TD – Corrida de Todd Gurley para três jardas. Extra point de Greg Zuerlein é bom

21 a 6 – 3Q – a 9:19 seg do final – FG – Field goal de 32 jardas de Connor Barth é bom

28 a 6 – 3Q – a 5:35 seg do final – TD – Corrida de 21 jardas de Tavon Austin. Extra point de Greg Zuerlein é bom.

28 a 13 – 4Q – a 13:05 seg do final – TD – Passe de Jameis Winston para 3 jardas para Luke Stocker. Extra point de Connor Barth é bom.

31 a 13 – 4Q – a 10:42 seg do final – FG – Field goal de 19 jardas de Greg Zuerlein é bom.

31 a 16 – 4Q – a 7:34 seg do final – FG – Field goal de 24 jardas de Connor Barth é bom.

31 a 23 – 4Q – a 1:34 seg do final – TD – Passe de Jameis Winston para Austin Seferian-Jenkins de 9 jardas. Extra point de Connor Barth é bom.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top