NFL

Eli Manning: “eu planejo jogar na próxima temporada” da NFL

Eli Manning, quarterback do New York Giants

(Crédito: Twitter/reprodução)

Mesmo em meio a diversas incertezas relacionadas ao seu futuro, Eli Manning nem pensa em se aposentar após o término da atual temporada.

Ainda que haja a possibilidade de ele não permanecer no New York Giants no ano que vem, o quarterback deixou claro que pretende defender algum time da National Football League na temporada 2018.

“Eu planejo jogar na próxima temporada”, afirmou Manning duas vezes, de maneira absolutamente enfática, após a derrota dos Giants para o Oakland Raiders neste domingo (3).

Manning, que completa 37 anos no dia 3 de janeiro, viu sua sequência de 210 jogos de temporadas regulares como QB titular dos Giants ser encerrada neste domingo, quando ele ficou no banco de reservas e foi substituído por Geno Smith.

Smith, aliás, teve uma partida no máximo OK contra os Raiders, acertando 21 passes de 34 para 212 jardas e um touchdown.

Duas vezes MVP do Super Bowl em sua carreira, Eli passou a maior parte do duelo deste domingo analisando jogadas ao lado do quarterback calouro Davis Webb e também ajudando Geno Smith o quanto foi possível.

Mesmo depois de ter perdido seu posto de titular recentemente e ter ficado muito emocionado com a decisão, Manning não parece ter perdido o desejo de atuar. E ele ainda diz que não pensou completamente sobre o futuro.

“Não, não tem sentido. Eu não posso controlar o que vai acontecer. Apenas vou terminar a temporada em qualquer capacidade que eles precisarem de mim e vou seguir a partir daí”, frisou.

Vários fatores vão pesar no futuro de Manning com os Giants, já que a equipe selecionará entre os primeiros no draft de 2018 e pode mirar um quarterback como Sam Darnold, de USC, e Josh Rosen, de UCLA, caso eles se inscrevam no draft do ano que vem.

Manning tem uma cláusula em seu contrato que permite que ele decida para onde seria eventualmente trocado. O signal caller, inclusive, pode forçar uma decisão dos Giants até o dia 18 de março, quando ele pode faturar um bônus de elenco no valor de US$ 5 milhões.

Também há, claro, a possibilidade de Manning permanecer na franquia nova-iorquina mesmo após os acontecimentos recentes. O quarterback falou que “não está bravo com ninguém” mesmo após uma semana tumultuada em que ele perdeu o posto de titular.

Muito pode mudar com as mudanças na comissão técnica, já que Ben McAdoo está com o cargo ameaçado, assim como o general manager Jerry Reese.

“Eu não quero isso. Não quero que ninguém seja demitido. Quando um técnico é demitido, é geralmente porque o time, os jogadores e eu não desempenharam nossas funções. Eu não quero ver isso. Então espero que não seja verdade”, observou Eli.

Enquanto isso, Manning pretende desempenhar bem seu papel de reserva de Geno Smith e de mentor do calouro Davis Webb. E a missão do camisa 10 é ser o melhor companheiro de equipe que puder.

“Eu sabia que uma vez que chegasse (o domingo) eu seria um bom companheiro de equipe. Eu apoiaria todos os caras, estaria pronto para jogar se fosse chamado, apoiaria Geno, os caras de ataque, fazer o que eu tinha que fazer se visse algo que precisaria ser dito a eles”, finalizou.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top