NFL

Eagles adquirem Darius Slay em troca com Lions; veja boletim

Darius Slay, cornerback do Detroit Lions

Após meses de muita especulação, Darius Slay finalmente vai respirar novos ares. O Detroit Lions acertou a troca do cornerback com o Philadelphia Eagles e, como compensação pelo atleta, vai receber uma escolha de terceira e uma escolha de quinta rodada do draft de 2020.

Os detalhes da troca foram apurados pelo jornalista Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

Slay queria um novo contrato e é isso que ele vai conseguir nos Eagles. O defensive back recebeu imediatamente uma extensão de três anos, com valor de US$ 50 milhões (US$ 30 milhões garantidos), como confirmou Drew Rosenhaus, agente de Slay, a Rapoport.

Atualmente com 29 anos de idade, Slay disse publicamente que desejava uma extensão desde a offseason do ano passado e, como viu que os Lions estavam relutantes, ele queria sair da organização. Detroit chegou a tentar negociá-lo antes do prazo final para trocas, durante a temporada 2019, mas não recebeu uma oferta que convenceu.

Agora, o camisa 23 finalmente obteve o que desejava.

Assim que a diretoria dos Lions viu que não conseguiria atender às demandas contratuais de Slay, a única alternativa era trocar o CB. E, após fechar com Desmond Trufant nesta semana, Detroit então decidiu que era momento de se divorciar de seu melhor defensor.

O contrato é pesado, ainda mais para um cornerback perto de completar 30 anos de idade, mas Howie Roseman, general manager dos Eagles, resolveu assumir o risco com um grande cornerback.

Slay foi selecionado a três Pro Bowls consecutivos e foi selecionado para o primeiro time All-Pro em 2017, sendo um cornerback com capacidade de encarar grandes WRs.

Em sete anos vestindo a camisa dos Lions, ele somou 109 passes defendidos e 19 interceptações, uma delas retornada para TD. Slay também forçou um fumble, fez um sack e deu 347 tackles combinados.

Nos Eagles, Slay vai trabalhar de novo com Jim Schwartz, atual coordenador defensivo de Philadelphia e ex-head coach dos Lions.

No Instagram, Darius Slay agradeceu a todos nos Lions:

Confira mais movimentações importantes na NFL nesta quinta (19):

– O Los Angeles Rams tomou uma decisão um tanto quanto surpreendente nesta quinta e dispensou o running back Todd Gurley de maneira oficial.

Os Rams precisavam tomar uma decisão antes que US$ 10,5 milhões em seu contrato se tornassem garantidos às 17h (de Brasília) desta quinta. Após tentarem trocar o RB, uma troca não se materializou e o corte foi confirmado.

A franquia californiana fechou uma extensão de contrato de quatro anos, com valor de US$ 57,5 milhões, com Gurley em 2018. Isso dois anos antes de seu contrato vigente até então expirar.

O time ainda deve ao jogador um bônus de elenco de US$ 7,55 milhões para essa temporada e o corte deixa um impacto de US$ 20,15 milhões de dinheiro ‘morto’ no salary cap. Uma porção do bônus de elenco (US$ 2,5 milhões) é sujeita a ser removida caso Gurley assine com outra equipe, segundo Tom Pelissero, da ‘NFL Network’.

Depois de assinar a extensão, vindo de uma temporada 2017 em ele faturou o prêmio de Jogador Ofensivo do Ano da NFL, Gurley ainda rendeu bem em 2018, com 1.251 jardas terrestres e 17 touchdowns (além de 59 recepções para 580 jardas e quatro TDs). Mas os problemas no joelho já estavam aparecendo e ele perdeu os dois últimos jogos da temporada.

Então, em 2019, o RB teve sua carga de trabalho limitada e seu pior número de jardas corridas na NFL, com 857.

Os Rams também dispensaram o linebacker veterano Clay Matthews, em uma decisão que abre US$ 3,75 milhões no salary cap, mas tem um impacto de US$ 2 milhões de dinheiro morto.

Matthews passou apenas uma temporada nos Rams, somando oito sacks em 13 partidas.

– A passagem de Joe Flacco pelo Denver Broncos chegou ao fim. A franquia do Colorado anunciou nesta quinta que o quarterback está sendo dispensado com uma designação de teste físico falho.

A decisão era esperada nesta semana, sobretudo porque o QB ia faturar US$ 20,25 milhões em 2020, um valor proibitivo para os Broncos arcarem com um jogador que pouco rendeu.

Atualmente com 35 anos de idade, Flacco perdeu os últimos oito jogos da temporada 2019 devido a uma lesão no pescoço. Antes da lesão, o signal caller teve dificuldades atuando atrás de uma linha ofensiva ruim e lançou para 1.822 jardas, seis touchdowns e cinco interceptações em oito partidas como titular.

O futuro dos Broncos na principal posição do futebol americano tem nome e sobrenome: Drew Lock.

– O kicker Dan Bailey chegou a um acordo com o Minnesota Vikings nesta quinta e vai permanecer na equipe. O contrato é de três anos, segundo Courtney Cronin, da ‘ESPN’, mas os Vikings não anunciaram os termos de forma oficial.

Atualmente com 32 anos de idade, Bailey completou sua segunda temporada nos Vikings em 2019. Ele acertou 27 de 29 field goals chutados, uma porcentagem de US$ 93,1%, e acertou 40 de 44 extra points (90,9%).

Em duas temporadas nos Vikings, Bailey convertou 84,2% de seus field goals (48 de 57) e 93,3% de seus extra points (70 de 75).

Também nos Vikings, o quarterback reserva Sean Mannion acertou um novo contrato com o time, de acordo com Tom Pelissero, da ‘NFL Network’.

Joe Thuney é o primeiro jogador de 2020 a assinar sua franchise tag. O guard colocou a caneta no papel em seu acordo de um ano de duração, segundo seu agente Mike McCartney.

A franchise tag para offensive linemen é de US$ 14,78 milhões em 2020. E, ao assinar a proposta, Thuney tem esse valor 100% garantido para esta próxima temporada.

Thuney foi o primeiro de 15 jogadores que receberam a franchise ou transition tag neste ano a assinar a proposta.

– O Detroit Lions contratou o safety Jayron Kearse sob contrato de um ano, com valor de US$ 2,75 milhões, segundo Tom Pelissero, da ‘NFL Network’.

– O Kansas City Chiefs anunciou a renovação com o quarterback Chad Henne.

– O Miami Dolphins está trazendo o safety Adrian Colbert sob contrato de um ano, com valor de US$ 1,775 milhão, segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

– O Cleveland Browns contratou o defensive tackle Andrew Billings, segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’. O contrato é de um ano de duração, com valor de US$ 3,5 milhões, completamente garantido.

O cornerback Kevin Johnson, ex-Buffalo Bills, também está chegando aos Browns sob contrato de um ano, com valor de US$ 3,5 milhões. O acordo pode chegar a até US$ 6 milhões, de acordo com Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

E, em uma free agency movimentada para os Browns, a equipe também trouxe o wide receiver/retornador JoJo Natson sob contrato de um ano, com valor de US$ 1 milhão, segundo Rapoport.

– O cornerback Logan Ryan, um free agent ex-Tennessee Titans, está considerando todas as ofertas, mas ele não pretende aceitar nenhuma que renda menos do que US$ 10 milhões por ano, segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

– O Green Bay Packers renovou o safety Will Redmond, segundo anunciou o time.

– O Washington Redskins está contratando o offensive tackle Cornelius Lucas sob contrato de dois anos, com valor de US$ 5,3 milhões, segundo Ian Rapoport, da ‘NFL Network’.

– O Pittsburgh Steelers contratou o offensive lineman veterano Stefen Wisniewski, ex-Kansas City Chiefs, sob contrato de dois anos de duração. A informação é de Tom Pelissero, da ‘NFL Network’. Wisniewski foi titular dos Chiefs durante todos os três jogos de playoffs na caminhada até o título do Super Bowl LIV e também foi titular durante o título de Super Bowl do Philadelphia Eagles, na temporada 2017.

Comments
To Top